Imprimir

Informe Anual

Nome do Fundo: GGR COVEPI RENDA FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIOCNPJ do Fundo: 26.614.291/0001-00
Data de Funcionamento: 11/01/2017Público Alvo: Investidores em Geral
Código ISIN: BRGGRCCTF002Quantidade de cotas emitidas: 6.503.028,00
Fundo Exclusivo? NãoCotistas possuem vínculo familiar ou societário familiar? Não
Classificação autorregulação: Mandato: Desenvolvimento para RendaSegmento de Atuação: LogísticaTipo de Gestão: AtivaPrazo de Duração: Indeterminado
Data do Prazo de Duração: Encerramento do exercício social: 30/06
Mercado de negociação das cotas: Bolsa Entidade administradora de mercado organizado: BM&FBOVESPA
Nome do Administrador: CM CAPITAL MARKETS DTVM LTDACNPJ do Administrador: 02.671.743/0001-19
Endereço: Rua Gomes de Carvalho, 1195, 4º ANDAR- Vila Olímpia- SÃO PAULO- SP- 04547-004Telefones: (11) 3842-1122(11) 3044-3547
Site: www.cmcapitalmarkets.com.brE-mail: fundos@cmcapitalmarkets.com.br
Competência: 06/2019

1.

Prestadores de serviços

CNPJ

Endereço

Telefone

1.1 Gestor: GGR Gestão de Recursos Ltda10.790.817/0001-64Rua Joaquim Floriano, 466 - 5º andar(11) 4369-6106
1.2 Custodiante: Planner Corretora de Valores S/A00.806.535/0001-54Av. Brig. Faria Lima, 3900 - 10º andar
1.3 Auditor Independente: KMPG Auditores Indepentes57.755.217/0001-29Rua Vergueiro, 3111 - Vila Mariana, São Paulo - SP, 04101-300(11) 3736-1000
1.4 Formador de Mercado: Não Há../-
1.5 Distribuidor de cotas: Diversos../-
1.6 Consultor Especializado: Não há../-
1.7 Empresa Especializada para administrar as locações: Não há../-

1.8

Outros prestadores de serviços¹:

CNPJ

Endereço

Telefone

ITAÚ CORRETORA DE VALORES S/A61.194.353/0001-64Av. Brig. Faria Lima, 3500 - 3° andar
CM Capital Markets DTVM Ltda02.671.743/0001-19Rua Gomes de Carvalho, 1195 - 4º andar(11) 3842-1122

2.

Investimentos FII

2.1 Descrição dos negócios realizados no período
Relação dos Ativos adquiridos no períodoObjetivosMontantes InvestidosOrigem dos recursos
LTNGestão da Liquidez do Fundo217.281.199,10Fluxo de Caixa
IMÓVEL INDUSTRIAL MOINHO IGUAÇU - SÃO MIGUELAluguel20.330.000,00Fluxo de Caixa
IMÓVEL LOGÍSTICO AMBEVAluguel29.791.000,00Fluxo de Caixa
IMÓVEL INDUSTRIAL MOINHO IGUAÇU - CASCAVELAluguel14.303.000,00Fluxo de Caixa
AETHA - IMÓVELAluguel77.200.000,00Fluxo de Caixa
IMÓVEL LOGÍSTICO NISSEIAluguel30.700.000,00Fluxo de Caixa
IMÓVEL INDUSTRIAL AMBEV PELOTASAluguel34.415.000,00Fluxo de Caixa
CAMARGO COMPANHIA DE EMBALAGENSAluguel35.783.000,00Fluxo de Caixa
CEPALGO EMBALAGENS FLEXIVEISAluguel22.140.000,00Fluxo de Caixa
COPOBRASAluguel34.020.000,00Fluxo de Caixa
COPOBRAS IIAluguel36.530.000,00Fluxo de Caixa
HERING E SANTA CRUZAluguel51.910.000,00Fluxo de Caixa
JEFER PRODUTOS SIDERURGICOSAluguel42.889.000,00Fluxo de Caixa
TODIMO MATERIAIS PARA CONSTRUÇÃOAluguel32.110.000,00Fluxo de Caixa
SANTA CRUZ - ANAPOLIS/GOAluguel18.390.000,00Fluxo de Caixa
COVOLAN - GALPÃO COMERCIAL RUA DOS PORTUGUESESAluguel75.054.029,00Fluxo de Caixa

3.

Programa de investimentos para os exercícios seguintes, incluindo, se necessário, as informações descritas no item 1.1 com relação aos investimentos ainda não realizados:

Não possui informação apresentada.

4.

Análise do administrador sobre:

4.1 Resultado do fundo no exercício findo
No exercicio encerrado em 28 de Junho de 2019, o Fundo apresentou um Resultado Operacional de R$ 44.735 mil , apresentou um Lucro Líquido de R$ 41.354 mil. No exercício houve uma valorização /desvalorização de imóveis de R$ 7.630 mil e uma distribuíção de rendimento aos cotistas de R$ 46.843 mil.
4.2 Conjuntura econômica do segmento do mercado imobiliário de atuação relativo ao período findo
A recuperação econômica foi aquém do esperado e os acontecimentos políticos foram os grandes destaques do ano, culminando na não aprovação da reforma da Previdência e na greve dos caminhoneiros. Esse ambiente de instabilidade acabou tornando o cenário econômico de 2018 muito parecido com o observado em 2017. A economia evoluiu num ritmo muito mais lento do que o esperado, de forma que o PIB deve crescer em 2018 metade do previsto no início do ano. Essa recuperação mais gradual levou a ociosidade a se manter em níveis historicamente elevados, o que permitiu que os ítens da inflação mais ligados ao ciclo econômico seguissem uma trajetória ainda mais benigna do que esperávamos. A expectativa para o setor de imóveis logísticos e industriais é de recuperação. Segundo a Cushman & Wakefield, empresa especializada em soluções e serviços imobiliários comerciais, não há mais viés de piora na absorção líquida, índice que considera a absorção bruta no período e as devoluções. Com baixo volume de devoluções, o mercado se mantém crescendo em 2018. Segundo a Consultoria JLL, o volume de absorções nos três trimestres de 2018 foi 42% maior que no mesmo período em 2017. Com aproximadamente 80% das entregas, o estado de São Paulo foi o que recebeu maior parte do novo estoque neste trimestre com quase 124 mil m². Mesmo com o aumento das entregas a taxa de vacância continuou caindo e chegou a 22,7% no ano quebrando o ciclo de sete trimestres consecutivos onde o preço médio de locação caiu 7,5%. Em 3T18 o preço de locação subiu 0.6%; Absorção líquida: 307 mil m². Um baixo volume de devoluções registradas no trimestre fez com que a absorção líquida tivesse seu número mais alto em 2018, impulsionado pelos estados de São Paulo e Paraná, que somados são responsáveis por 210 mil m² absorvidos. O volume de absorções nos três trimestres de 2018 foi 42% maior que o mesmo período em 2017. Desde o início do ano já foram contabilizados 1,5 milhão de m² em novas locações, superando em 440 mil m² o valor em mesmo período do ano anterior. Este fator, aliado ao baixo volume de novas entregas e de devoluções resultou em uma queda acumulada da vacância em 2,28 p.p. no ano. Em 2018, Paraná se destaca como um dos principais estados no cenário de movimentações. Com 89 mil m² de locações no trimestre e 179 mil m² acumulados no ano, o estado foi o terceiro com mais absorções, somente atrás de SP (747mil m²) e RJ (186 mil m²). Os segmentos de Transporte e logística com 73 mil m² (3T) e de Insumos para indústria com 36 mil m² (2T) foram os responsáveis pelas maiores transações.
4.3 Perspectiva para o período seguinte com base na composição da carteira
Não há expectativa de vacância nos imóveis pertencentes ao fundo, devendo os aluguéis recebidos se manter na mesma proporção. Os fluxos de caixa então não devem apresentar variação significativa.

5.

Riscos incorridos pelos cotistas inerentes aos investimentos do FII:

Ver anexo no final do documento. Anexos
6. Valor Contábil dos ativos imobiliários do FIIValor Justo, nos termos da ICVM 516 (SIM ou NÃO)Percentual de Valorização/Desvalorização apurado no período
Relação de ativos imobiliáriosValor (R$)
IMÓVEL INDUSTRIAL MOINHO IGUAÇU - SÃO MIGUEL20.330.000,00SIM0,00%
IMÓVEL LOGÍSTICO AMBEV29.791.000,00SIM0,00%
IMÓVEL INDUSTRIAL MOINHO IGUAÇU - CASCAVEL14.303.000,00SIM0,00%
AETHA - IMÓVEL77.200.000,00SIM0,00%
IMÓVEL LOGÍSTICO NISSEI30.700.000,00SIM0,00%
IMÓVEL INDUSTRIAL AMBEV PELOTAS34.415.000,00SIM0,00%
CAMARGO COMPANHIA DE EMBALAGENS35.783.000,00SIM0,00%
CEPALGO EMBALAGENS FLEXIVEIS22.140.000,00SIM0,00%
COPOBRAS34.020.000,00SIM0,00%
COPOBRAS II36.530.000,00SIM0,00%
HERING E SANTA CRUZ51.910.000,00SIM0,00%
JEFER PRODUTOS SIDERURGICOS42.889.000,00SIM0,00%
TODIMO MATERIAIS PARA CONSTRUÇÃO32.110.000,00SIM0,00%
SANTA CRUZ - ANAPOLIS/GO18.390.000,00SIM0,00%
COVOLAN - GALPÃO COMERCIAL RUA DOS PORTUGUESES75.054.029,00SIM0,00%
6.1 Critérios utilizados na referida avaliação
A avaliação dos imóveis é feita por empresas especializadas e segue a Instrução CVM 472. As metodologias utilizadas para avaliação de ativos incluem o Método da Renda, com apoio e aferição através dos Métodos Evolutivo (Custo) e Comparativo. Tendo em vista a finalidade da avaliação, a natureza dos imóveis, sua situação geo-sócio-econômica e a disponibilidade de dados e evidêncas de mercado seguras, foi utilizado o "Método da Renda" na sua variante de Valor Econômico por Fluxo de Caixa Descontado, para a definição dos valores referenciais e indicadores. Entre os critérios utilizados vale destacar: análise operacional do empreendimento, análise de séries históricas do empreendimento, análise setorial e diagnóstico de mercado, taxas de descontos, análise de sensibilidade e análise de risco.
7.Relação de processos judiciais, não sigilosos e relevantes
Não possui informação apresentada.
8.Relação de processos judiciais, repetitivos ou conexos, baseados em causas jurídicas semelhantes, não sigilosos e relevantes
Não possui informação apresentada.
9.Análise dos impactos em caso de perda e valores envolvidos relacionados aos processos judiciais sigilosos relevantes:
Não possui informação apresentada.

10.

Assembleia Geral

10.1 Endereços (físico ou eletrônico) nos quais os documentos relativos à assembleia geral estarão à disposição dos cotistas para análise:
Rua Gomes de Carvalho, 1195
Site Fundos Net: fnet.bmfbovespa.com.br/fnet/login - Site administradora: www.cmcapitalmarkets.com.br
10.2 Indicação dos meios de comunicação disponibilizados aos cotistas para (i) a inclusão de matérias na ordem do dia de assembleias gerais e o envio de documentos pertinentes às deliberações propostas; (ii) solicitação de lista de endereços físicos e eletrônicos dos demais cotistas para envio de pedido público de procuração.
Item (i) são utilizados como meios de comunicação aos cotistas:(a) FundosNet; (b) site da Administradora; Item (ii) o endereço físico e eletrônico são disponibilizados no Edital de Convocação;
10.3 Descrição das regras e procedimentos aplicáveis à participação dos cotistas em assembleias gerais, incluindo (i) formalidades exigidas para a comprovação da qualidade de cotista e representação de cotistas em assembleia; (ii) procedimentos para a realização de consultas formais, se admitidas em regulamento; (iii) regras e procedimentos para a participação à distância e envio de comunicação escrita ou eletrônica de voto.
Item (i) são solicitados os documentos societários do cotista, no momento da coleta de assinaturas na Lista de presença; Item (ii) a Consulta Formal é elaborada nos termos do Regulamento do Fundo e enviada a todos os cotistas, juntamente com a carta resposta; Item (iii) as manifestações dos cotistas, deverão ocorrer na forma prevista no comunicado até o horário estabelecido;
10.3 Práticas para a realização de assembleia por meio eletrônico.
Ao enviarmos a comunicação ao cotista sobre a realização da Assembleia, é disponibilizado o canal eletrônico para retorno da sua manifestação nos termos do Regulamento do Fundo, e quando a o envio desta pelo cotista, procedemos com a apuração do quorum no momento do encerramento do prazo para manifestação.

11.

Remuneração do Administrador

11.1Política de remuneração definida em regulamento:
Pela prestação dos servições de administração e gestão do Fundo, a Administradora receberá do Fundo a remuneração equivalente ao maior entre (a) o valor mensal calculado conforme a fórmula abaixo , ou (b) (i) nos 3 (três) primeiros meses a contar da Primeira Data de Integralização das Cotas, R$ 10.000,00 (dez mil reais), (ii) do 4º (quarto) ao 6º (sexto) mês contados da Primeira Data da Integralização das Cotas, R$ 12.500,00 (doze mil e quinhentos reais), e (iii) a partir do 6º (sexto) mês contado da data da Primeira Data de Integralização das Cotas, R$ 17.000,00 (dezessete mil reais) ("Taxa de Administração"). TA = (((1 + Tx) ^ (1/252) - 1) x VA onde: TA = Taxa de Administração variárvel, calculada todo dia útil; TX = 1,10% ao ano e VA = (i) o valor de mercado do Fundo, calculado com base na media diaria da cotacao de Fechamento das cotas de emissao do Fundo no mes anterior ao do pagamento da remuneracao, caso referidas Cotas tenham integrado ou passado a integrar, nesse periodo, indice de mercado, conforme definido na regulamentacao aplicavel aos fundos de investimento em indices de mercado, cuja metodologia preveja criterios de inclusao que considerem a liquidez das Cotas e criterios de ponderacao que considerem o volume financeiro das Cotas emitidas pelo Fundo, como, por exemplo, o Indice de Fundos de Investimento Imobiliario divulgado pela BM&F Bovespa (IFIX); ou o valor contábil do Patrimônio Líquido do Fundo no último dia anterior, nos demais casos.
Valor pago no ano de referência (R$):% sobre o patrimônio contábil:% sobre o patrimônio a valor de mercado:
NaNNaNNaN

12.

Governança

12.1Representante(s) de cotistas
Não possui informação apresentada.
12.2Diretor Responsável pelo FII
Nome: Fabio FeolaIdade: 53
Profissão: EconomistaCPF: 7705604857
E-mail: juridicodtvm@cmcapital.com.brFormação acadêmica: Economia
Quantidade de cotas detidas do FII: 0,00Quantidade de cotas do FII compradas no período: 0,00
Quantidade de cotas do FII vendidas no período: 0,00Data de início na função: 21/06/2017
Principais experiências profissionais durante os últimos 5 anos
Nome da EmpresaPeríodoCargo e funções inerentes ao cargoAtividade principal da empresa na qual tais experiências ocorreram
CM Capital Markets06/2017 até atualDiretor de Administração de Carteiras e Valores Mobiliários e ComercialAtividade Fiduciária
CGD Investimentos Corretora de Valores e Câmbio S.A04/2006 até 04/2013Diretor ExecutivoDiretoria Executiva
Banif Banco de Investimento S.A04/2009 até 02/2011Diretor ExecutivoDiretoria Executiva
Maxima S.A. DTVM09/2003 até 03/2006SuperintendenteGestão
Descrição de qualquer dos seguintes eventos que tenham ocorrido durante os últimos 5 anos
EventoDescrição
Qualquer condenação criminalNão há
Qualquer condenação em processo administrativo da CVM e as penas aplicadasNão há
13.Distribuição de cotistas, segundo o percentual de cotas adquirido.
Faixas de PulverizaçãoNº de cotistasNº de cotas detidas% de cotas detido em relação ao total emitido% detido por PF% detido por PJ
Até 5% das cotas 42.784,006.503.028,00100,00%88,84%11,16%
Acima de 5% até 10%
Acima de 10% até 15%
Acima de 15% até 20%
Acima de 20% até 30%
Acima de 30% até 40%
Acima de 40% até 50%
Acima de 50%

14.

Transações a que se refere o art. 34 e inciso IX do art.35, da Instrução CVM nº 472, de 2008

Não possui informação apresentada.

15.

Política de divulgação de informações

15.1 Descrever a política de divulgação de ato ou fato relevante adotada pelo administrador, ou disponibilizar o link correspondente da página do administrador na rede mundial de computadores, indicando os procedimentos relativos à manutenção de sigilo acerca de informações relevantes não divulgadas, locais onde estarão disponíveis tais informações, entre outros aspectos.
Não possui informação apresentada.
15.2 Descrever a política de negociação de cotas do fundo, se houver, ou disponibilizar o link correspondente da página do administrador na rede mundial de computadores.
B3
15.3 Descrever a política de exercício do direito de voto em participações societárias do fundo, ou disponibilizar o link correspondente da página do administrador na rede mundial de computadores.
VIDE PROSPECTO ENVIADO
15.4 Relacionar os funcionários responsáveis pela implantação, manutenção, avaliação e fiscalização da política de divulgação de informações, se for o caso.
Não possui informação apresentada.
16.Regras e prazos para chamada de capital do fundo:
VIDE PROSPECTO ENVIADO

Anexos
5.Riscos

Nota

1.A relação de prestadores de serviços de que trata o item 1.8 deve ser indicada quando o referido prestador de serviços representar mais de 5% das despesas do FII