Imprimir

Informe Anual

Nome do Fundo: FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIARIO CAIXA TRX LOGISTICA RENDACNPJ do Fundo: 12.887.506/0001-43
Data de Funcionamento: 07/12/2011Público Alvo: Investidores em Geral
Código ISIN: BRCXTLCTF003Quantidade de cotas emitidas: 53.597,00
Fundo Exclusivo? NãoCotistas possuem vínculo familiar ou societário familiar? Não
Classificação autorregulação: Mandato: RendaSegmento de Atuação: LogísticaTipo de Gestão: PassivaPrazo de Duração: Indeterminado
Data do Prazo de Duração: Encerramento do exercício social: 31/12
Mercado de negociação das cotas: Bolsa Entidade administradora de mercado organizado: BM&FBOVESPA
Nome do Administrador: CAIXA ECONOMICA FEDERALCNPJ do Administrador: 00.360.305/0001-04
Endereço: Avenida Paulista, 2300, 11º Andar- Cerqueira Cesar- São Paulo- SP- 01310-300Telefones: (11) 3572-4210
Site: www.caixa.gov.brE-mail: geafi01@caixa.gov.br
Competência: 12/2020

1.

Prestadores de serviços

CNPJ

Endereço

Telefone

1.1 Gestor: Caixa Econômica Federal00.360.305/0001-04Av. Paulista, nº 2.300, 11º andar - Cerqueira Cesar - São Paulo/SP - CEP nº 01310-300(11) 3572-4600
1.2 Custodiante: ITAÚ UNIBANCO S.A60.701.190/0001-04Rua Ururaí, nº 111, Prédio B, Térreo - Tatuapé - São Paulo/SP - CEP nº 03084-010 (11) 2740-2035
1.3 Auditor Independente: BDO RCS Auditores Independentes54.276.936/0001-79Rua Major Quedinho, nº 90 - Consolação – São Paulo/SP - CEP nº 01050-030(11) 3848-5880
1.4 Formador de Mercado: ../-
1.5 Distribuidor de cotas: ../-
1.6 Consultor Especializado: AH Holding Investimentos e Participações S.A.09.358.890/0001-82Estrada do Cascavel, 545, Bairro Cascavel, São Roque/SP, CEP 18145-232(11) 4872-2600
1.7 Empresa Especializada para administrar as locações: ../-
1.8 Outros prestadores de serviços¹:
Não possui informação apresentada.

2.

Investimentos FII

2.1 Descrição dos negócios realizados no período
Não possui informação apresentada.

3.

Programa de investimentos para os exercícios seguintes, incluindo, se necessário, as informações descritas no item 1.1 com relação aos investimentos ainda não realizados:

Há a necessidade da finalização da reforma do imóvel de Itapevi/SP com vistas à obtenção do AVCB do galpão e execução de melhorias capazes de deixar o imóvel apto à locação. Além disso, com a efetiva desocupação do imóvel de Macaé/RJ e a retomada da posse pelo Fundo, são necessárias também a realização de intervenções no imóvel para deixa-lo apto à locação.

4.

Análise do administrador sobre:

4.1 Resultado do fundo no exercício findo
De acordo com o seu regulamento, o Fundo deve efetuar a distribuição em bases semestrais de, no mínimo, 95% dos lucros auferidos, considerando as disponibilidades de caixa existentes. No exercício de 2020, 100% dos rendimentos auferidos foram distribuídos aos cotistas mensalmente, a título de antecipação dos lucros auferidos semestralmente. Foram pagos no exercício rendimentos no montante de R$ 410 mil, sendo que R$ 56 mil é referente à distribuição de rendimentos do exercício anterior. A distribuição de rendimentos foi impactada principalmente pela vacância dos imóveis de Itapevi/SP e Macaé/RJ, pelo não cumprimento das obrigações contratuais, desde agosto de 2017, da locatária do imóvel de Macaé/RJ, qual seja a “Schahin" e pelo descumprimento contratual da locatária do imóvel de Campo Largo/PR, qual seja a “Aspro”. Além disso, o resultado foi impactado também pelos custos necessários para manutenção mínima dos imóveis vagos, bem como os gastos com assessores jurídicos para a defesa dos interesses do Fundo nas ações judiciais detalhadas no item 7.
4.2 Conjuntura econômica do segmento do mercado imobiliário de atuação relativo ao período findo
Conforme avaliação da Colliers o mercado de condomínios logísticos de alto padrão no Brasil apresentou absorção bruta de 783 mil m² entre julho e setembro de 2020. É o maior volume de inventário locado dos últimos 5 anos. Destaque para os estados de São Paulo e Rio de Janeiro, que juntas foram responsáveis por aproximadamente 65% de todo inventário nacional locado. E-commerce e varejo seguem como principais setores que mais alugaram no trimestre. Já a absorção líquida, saldo entre locações e devoluções, foi de 477 mil m², valor próximo ao registrado no 4T de 2019, quando o indicador atingiu a máxima histórica de 492 mil m². São Paulo (188 mil m²), Rio de Janeiro (130 mil m²) e Minas Gerais (58 mil m²) são os estados onde este índice foi mais expressivo. Considerando ampliações e novos condomínios logísticos, o território brasileiro recebeu 10 novos empreendimentos, sendo 3 localizados em São Paulo, 3 em Minas Gerais, 1 na Bahia, 1 no Espírito Santo, 1 Rio de Janeiro e 1 Rio Grande do Sul. Vale ressaltar que o estado de Minas Gerais é o destaque deste trimestre, com participação de 37% do inventário nacional entregue. Com as novas entregas, o inventário de condomínio logístico no Brasil encerrou o período com 16.491 mil m² de área construída. A taxa de vacância teve queda de 1 ponto percentual. Os estados com as maiores taxas são Amazonas (48%), Bahia (28%) e Rio Grande do Sul (27%). As menores taxas são encontradas nos estados de Espírito Santo (1%), Santa Catarina (3%) e Goiás (4%). O preço médio pedido dos condomínios logísticos no Brasil se manteve próximo de R$ 19/ m²/mês. Se realizada a correção de preços pelo IGP-M e considerada um contrato iniciado em dezembro de 2017, a defasagem é de 38%. O Distrito Federal apresenta o maior preço médio pedido, R$ 25,60 / m² / mês, seguido por Amazonas e Pará R$ 21/ m² / mês e Paraná R$ 20,50 / m² / mês.
4.3 Perspectiva para o período seguinte com base na composição da carteira
Gestão do Fundo, com foco (i) na prospecção de locatários para os imóveis vagos de Itapevi/SP e Macaé/RJ; (ii) na conclusão da venda do imóvel de Campo Largo/PR aprovada em assembleia geral do Fundo realizada em 30 de outubro de 2020; (iii) na manutenção e intervenções necessárias nos imóveis vagos; (iv) na renovação do contrato de locação do imóvel de Duque de Caxias/RJ cujo vencimento está previsto para ocorrer em dez/21; e (iv) nas diligências junto aos assessores jurídicos para defesa dos interesses do Fundo nas ações judiciais em que o Fundo figura como parte ativa ou passiva.

5.

Riscos incorridos pelos cotistas inerentes aos investimentos do FII:

Ver anexo no final do documento. Anexos
6. Valor Contábil dos ativos imobiliários do FIIValor Justo, nos termos da ICVM 516 (SIM ou NÃO)Percentual de Valorização/Desvalorização apurado no período
Relação de ativos imobiliáriosValor (R$)
CAMPO LARGO - PR5.600.000,00SIM18,44%
DUQUE DE CAXIAS - RJ (ATMOSFERA)14.200.000,00SIM-0,46%
ITAPEVI - SP8.500.000,00SIM-11,96%
MACAÉ - RJ10.500.000,00SIM-13,53%
6.1 Critérios utilizados na referida avaliação
Imóvel Duque de Caxias/RJ (Atmosfera): Em se tratando de imóvel locado analisou-se o contrato atual, e ao final dele, considerou-se que o imóvel seria levado a mercado e locado com um contrato hipotético, no qual o valor de locação foi definido pelo método comparativo direto. O valor do imóvel foi definido por meio do método da capitalização da renda líquida possível de ser auferida por ele, por meio da análise de um fluxo de caixa, no qual foram consideradas todas as receitas e despesas para a operação do imóvel, descontado a uma taxa compatível com o mercado. Na avaliação do imóvel foi utilizado um período de análise de 10 anos operacionais e foi aplicada uma taxa de capitalização para formar o valor de mercado residual no 10º ano do período. Imóvel Itapevi/SP: Em se tratando de imóvel vago, considerou-se o valor de locação definido pelo método comparativo direto. O valor do imóvel foi definido por meio do método da capitalização da renda líquida possível de ser auferida por ele, por meio da análise de um fluxo de caixa, no qual foram consideradas todas as receitas e despesas para a operação do imóvel, descontado a uma taxa compatível com o mercado. Na avaliação do imóvel foi utilizado um período de análise de 10 anos operacionais e foi aplicada uma taxa de capitalização para formar o valor de mercado residual no 10º ano do período. Imóvel Macaé/RJ: Tendo em vista o descumprimento contratual da locatária considerou-se o valor de locação definido pelo método comparativo direto sem considerar qualquer tipo de indenização dada à baixa probabilidade de pagamento pelo inquilino que teve a sua recuperação judicial convolada em falência. O valor do imóvel foi definido por meio do método da capitalização da renda líquida possível de ser auferida por ele, por meio da análise de um fluxo de caixa, no qual foram consideradas todas as receitas e despesas para a operação do imóvel, descontado a uma taxa compatível com o mercado. Na avaliação do imóvel foi utilizado um período de análise de 10 anos operacionais e foi aplicada uma taxa de capitalização para formar o valor de mercado residual no 10º ano do período. Imóvel Campo Largo/PR: Tendo em vista o descumprimento contratual e a desocupação do imóvel pela locatária considerou-se o valor de locação definido pelo método comparativo direto. O valor do imóvel foi definido por meio do método da capitalização da renda líquida possível de ser auferida por ele, por meio da análise de um fluxo de caixa, no qual foram consideradas todas as receitas e despesas para a operação do imóvel, descontado a uma taxa compatível com o mercado. Na avaliação do imóvel foi utilizado um período de análise de 10 anos operacionais e foi aplicada uma taxa de capitalização para formar o valor de mercado residual no 10º ano do período.
7.Relação de processos judiciais, não sigilosos e relevantes
Nº do ProcessoJuízoInstânciaData da InstauraçãoValor da causa (R$)Partes no processoChance de perda (provável, possível ou remota)
1000960-14.2014.8.26.0271 2ª Vara Cível da Comarca de Itapevi/SP1ª instância24/03/2014122.654,61Future Fomento Mercantil Eireli (Polo Ativo) e L. Ferenczi Indústria e Comércio Ltda. (Polo Passivo)provável
Principais fatos
Trata-se de pedido de falência formulado pela Future Fomento Mercantil Eireli contra a L. Ferenczi Indústria e Comércio Ltda, antiga locatária do imóvel de Itapevi/SP. O Fundo foi listado na falência pelo valor R$ 512, na classe dos credores quirografários. O assessor jurídico do Fundo apresentou impugnação de crédito pleiteando a retificação do crédito para o valor de R$ 27.926. Após a divergência apresentada pelo Fundo, o administrador judicial publicou lista de credores onde passou a constar o Fundo listado pelo valor de 25.233. Considerando que ainda restava uma divergência o assessor jurídico do Fundo distribuiu nova impugnação de crédito. Aguarda-se arrecadação de bens.
Análise do impacto em caso de perda do processo
Não receber os valores devidos referentes ao contrato de locação.
Nº do ProcessoJuízoInstânciaData da InstauraçãoValor da causa (R$)Partes no processoChance de perda (provável, possível ou remota)
0006872-54.2014.4.03.6100 24ª Vara Federal1ª instância22/04/20141.513.567,47L. Ferenczi Indústria e Comércio Ltda. (Polo ativo) e Fundo de Investimento Imobiliário Caixa TRX Logística Renda (Polo Passivo)possível
Principais fatos
A empresa L. Ferenczi Indústria e Comércio Ltda., antiga locatária do imóvel de Itapevi/SP, ajuizou pedido de ação de reintegração de posse dos silos por meio da qual a autora aduz ser, supostamente, legítima possuidora e proprietária de 3 (três) silos e (1) um gerador, respectivamente, erigidos e instalado no imóvel. Em 1º de outubro de 2019, foi juntada aos autos petição apresentada pelo Administrador Judicial informando a convolação da Recuperação Judicial em falência. Aguarda-se manifestação do juízo acerca das petições apresentadas pelo Autor e pelo Réu.
Análise do impacto em caso de perda do processo
Indisponibilidade de utilização dos referidos bens pelo Fundo.
Nº do ProcessoJuízoInstânciaData da InstauraçãoValor da causa (R$)Partes no processoChance de perda (provável, possível ou remota)
5000002-28.2018.4.03.6144 1ª Vara Federal de Barueri1ª instância03/01/2018153.664,62Fundo de Investimento Imobiliário Caixa TRX Logística Renda (Polo Passivo) e Município de Itapevi/SP (Polo Ativo)possível
Principais fatos
Trata-se de Execução Fiscal que objetiva a cobrança de débito de IPTU referente aos exercícios de 2010 a 2013 e o Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN) incidente sobre a obra do imóvel já acobertados pela isenção (relacionada à Ação Anulatória abaixo). Em 11 de março de 2019, foi proferido despacho sobrestando os autos e remetendo ao arquivo, em razão da existência de ação anulatória discutindo o mesmo débito Em 2 de agosto de 2019, foi proferido despacho determinando o sobrestamento dos autos. Aguarda-se decisão de primeira instância.
Análise do impacto em caso de perda do processo
Pagamento do IPTU referente aos exercícios de 2010 a 2013 e o Imposto sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN) incidente sobre a obra do imóvel mediante a retenção do depósito judicial já realizado pelo Fundo como garantia do processo.
Nº do ProcessoJuízoInstânciaData da InstauraçãoValor da causa (R$)Partes no processoChance de perda (provável, possível ou remota)
5001815-27.2017.4.03.61441ª Vara Federal de Barueri/SP1ª instância18/10/2017497.498,37Fundo de Investimento Imobiliário Caixa TRX Logística Renda (Polo Ativo) e Município de Itapevi/SP (Polo Passivo)possível
Principais fatos
Visa o cancelamento do lançamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) dos exercícios de 2010 a 2013 e o Imposto sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN) incidente sobre a obra do imóvel de Itapevi/SP, já que acobertados por isenção. Aguarda-se decisão de segunda instância;
Análise do impacto em caso de perda do processo
Pagamento do IPTU referente aos exercícios de 2010 a 2013 e o Imposto sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN) incidente sobre a obra do imóvel mediante a retenção do depósito judicial já realizado pelo Fundo como garantia do processo.
Nº do ProcessoJuízoInstânciaData da InstauraçãoValor da causa (R$)Partes no processoChance de perda (provável, possível ou remota)
5011900-05.2020.4.03.6100 1º Vara Cível Federal de São Paulo1ª instância14/08/20204.989.072,65Fundo de Investimento Imobiliário Caixa TRX Logística Renda (Polo Passivo) e Aspro do Brasil - Sistemas de Compressão LTDA (Polo Ativo)possível
Principais fatos
Trata-se de ação ajuizada pela “Aspro” em face do Fundo para que seja (i) reconhecida a resolução do contrato de locação por inadimplemento do Fundo; (ii) declarado que a “Aspro” não possui débito perante o Fundo, ou subsidiariamente, que se declare a redução do montante do débito; e (iii) concedida autorização judicial para consignação das chaves do imóvel em juízo. No processo, o Fundo, por meio de seu assessor jurídico, apresentou contestação, defendendo a improcedência dos pedidos da “Aspro”; também apresentou reconvenção, requerendo a determinação de desocupação imediata do imóvel pela “Aspro”, bem como fosse reconhecida a resolução do contrato de locação por inadimplemento da “Aspro”, além da condenação da “Aspro” ao pagamento de aluguéis vencidos e cláusula penal estabelecida no contrato de locação, no valor total de R$ 7.944. Em 20 de novembro de 2020, as partes transacionaram parcialmente sobre o objeto do processo, estabelecendo de comum acordo um procedimento para desocupação definitiva do Imóvel pela “Aspro”, o que foi homologado judicialmente em 27 de novembro de 2020 e concretizado em 22 de dezembro de 2020. Em 1º de março de 2021, as partes apresentaram, em conjunto, uma petição nos autos da ação judicial requerendo a suspensão do feito pelo prazo de 90 dias, a fim de viabilizar a composição amigável.
Análise do impacto em caso de perda do processo
Não receber os valores devidos referentes ao contrato de locação.
Nº do ProcessoJuízoInstânciaData da InstauraçãoValor da causa (R$)Partes no processoChance de perda (provável, possível ou remota)
1037133-31.2015.8.26.0100 2ª Vara Federal de Barueri1ª instância27/04/20203.636.459,10Fundo de Investimento Imobiliário Caixa TRX Logística Renda (Polo Passivo) e Maian Importação e Exportação de produtos Químicos Ltda EPP (Polo Ativo)possível
Principais fatos
Trata-se de ação declaratória de rescisão de contrato cumulada com pedido de indenização por perdas e danos materiais e morais ajuizada pela Maian Importação e Exportação de Produtos Químicos Ltda em face do Fundo envolvendo pedidos relacionados ao imóvel de Itapevi/SP. No processo, em 10 de fevereiro de 2021, o Fundo, por meio de seu assessor jurídico, apresentou contestação defendendo a improcedência dos pedidos da Maian; também apresentou reconvenção, requerendo a determinação de pagamento de multa pela Maian relativa à multa rescisória contratual.
Análise do impacto em caso de perda do processo
Pagamento das indenizações pleiteadas pela Maian.
Nº do ProcessoJuízoInstânciaData da InstauraçãoValor da causa (R$)Partes no processoChance de perda (provável, possível ou remota)
1037133-31.2015.8.26.0100 14/10/202011.458.591,83Fundo de Investimento Imobiliário Caixa TRX Logística Renda (Polo Ativo) e Base Engenharia e Serviços de Petróleo e Gás S.A (atual denominação de Schahin Engenharia S.A. (Polo Passivo)possível
Principais fatos
Nos autos da falência de Base Engenharia e Serviços de Petróleo e Gás S.A (atual denominação de Schahin Engenharia S.A.) o Fundo peticionou em 14 de outubro de 2020 requerimento para que seja acolhida habilitação de crédito com reserva de valores, devendo ser reconhecido pelo juízo que o Fundo é credor extraconcursal da massa falida no valor total de R$ 11.459 em decorrência do inadimplemento do contrato de locação do imóvel de Macaé/RJ. Em 22 de outubro de 2020 a habilitação de crédito foi distribuída sob o nº 1100031-07.2020.8.26.0100. Em 23 de outubro de 2020, o juiz da falência da Schahin proferiu decisão determinando a reserva do crédito do Fundo.
Análise do impacto em caso de perda do processo
Não receber os valores devidos referentes ao contrato de locação.
8.Relação de processos judiciais, repetitivos ou conexos, baseados em causas jurídicas semelhantes, não sigilosos e relevantes
Não possui informação apresentada.
9.Análise dos impactos em caso de perda e valores envolvidos relacionados aos processos judiciais sigilosos relevantes:
Não possui informação apresentada.

10.

Assembleia Geral

10.1 Endereços (físico ou eletrônico) nos quais os documentos relativos à assembleia geral estarão à disposição dos cotistas para análise:
Av. Paulista, nº 2.300, 11º andar - Cerqueira Cesar - São Paulo/SP - CEP nº 01310-300
http://www.caixa.gov.br/site/paginas/downloads.aspx
10.2 Indicação dos meios de comunicação disponibilizados aos cotistas para (i) a inclusão de matérias na ordem do dia de assembleias gerais e o envio de documentos pertinentes às deliberações propostas; (ii) solicitação de lista de endereços físicos e eletrônicos dos demais cotistas para envio de pedido público de procuração.
e-mail geafi01@caixa.gov e telefones (11) 3572-4245 e 3572-4210.
10.3 Descrição das regras e procedimentos aplicáveis à participação dos cotistas em assembleias gerais, incluindo (i) formalidades exigidas para a comprovação da qualidade de cotista e representação de cotistas em assembleia; (ii) procedimentos para a realização de consultas formais, se admitidas em regulamento; (iii) regras e procedimentos para a participação à distância e envio de comunicação escrita ou eletrônica de voto.
Os cotistas devem comparecer ao local designado para a Assembleia Geral presencial portando documento de identidade original com validade em todo o território nacional e, no caso daqueles que se fizerem representar por procuradores, estes devem ter sido constituídos há menos de 1 (um) ano e devem comparecer ao local designado portando procuração original com firma reconhecida e com poderes específicos. Nas consultas formais, são recebidos os votos pelo correio com firma reconhecida em cartório do cotista e contabilizados em controle específico. Não é admitido pelo Regulamento do Fundo a realização de Assembleia Geral para a participação à distancia e envio de comunicação escrita ou eletrônica de voto, com exceção das consultas formais.
10.3 Práticas para a realização de assembleia por meio eletrônico.
Não é admitido pelo Regulamento do Fundo a realização de Assembleia Geral por meio eletrônico.

11.

Remuneração do Administrador

11.1Política de remuneração definida em regulamento:
O ADMINISTRADOR fará jus ao recebimento de “Taxa de Administração” equivalente ao percentual de 0,35% (trinta e cinco centésimos por cento) ao ano, calculada sobre o patrimônio líquido do FUNDO e, adicionalmente, os valores abaixo previstos nos itens (i) e (ii) deste Artigo: (i) o maior valor entre o percentual de 0,08% (oito centésimos por cento) ao ano, calculado sobre o patrimônio líquido do FUNDO e o valor fixo mensal de acordo com a quantidade de IMÓVEIS integrantes da carteira do FUNDO conforme a tabela abaixo: Quantidade de IMÓVEIS Valor: 0 a 4 RS 8.000,00 5 a 7 R$ 9.000,00 8 a 10 R$ 11.500,00 Acima de 10 R$ 11.500,00 mais R$ 500,00 por IMÓVEL adicional após o 10º IMÓVEL (ii) R$ 1.350,00 (um mil, trezentos e cinquenta reais) por mês. A remuneração devida ao CUSTODIANTE pela prestação dos serviços de controladoria, custódia, contabilidade e tesouraria está compreendida na Taxa de Administração.
Valor pago no ano de referência (R$):% sobre o patrimônio contábil:% sobre o patrimônio a valor de mercado:
344.203,730,88%1,61%

12.

Governança

12.1Representante(s) de cotistas
Não possui informação apresentada.
12.2Diretor Responsável pelo FII
Nome: Laiza Fabiola Martins de Santa RosaIdade: 40
Profissão: EconomistaCPF: 294.953.408-29
E-mail: depot@caixa.gov.brFormação acadêmica: Graduação em Ciências Econômicas – Universidade Católica de Santos (2003); Pós-Graduação – Latu Sensu – Master in Financial Economics – Fundação Getúlio Vargas, Escola de Economia de São Paulo
Quantidade de cotas detidas do FII: 0,00Quantidade de cotas do FII compradas no período: 0,00
Quantidade de cotas do FII vendidas no período: 0,00Data de início na função: 15/12/2020
Principais experiências profissionais durante os últimos 5 anos
Nome da EmpresaPeríodoCargo e funções inerentes ao cargoAtividade principal da empresa na qual tais experiências ocorreram
CAIXA ECONÔMICA FEDERALDEZ/20 até o momento Diretora Executiva Em Exercício responsável pela Diretoria Produtos e Administração de Fundos da Vice-Presidência Fundos de Investimento Instituição Financeira
CAIXA ECONÔMICA FEDERALNOV/20 a DEZ/20 Gerente Nacional responsável pela Gerência Nacional de Produto, Inovação, Inteligência de Mercado e Projetos de Tecnologia da Vice-Presidência Fundos de Investimento.Instituição Financeira
CAIXA ECONÔMICA FEDERALMAR/19 a NOV/20 Gerente Nacional responsável pela Gerência Nacional de Desenvolvimento e Gestão de Fundos Estruturados da Vice-Presidência Fundos de Investimento.Instituição Financeira
Descrição de qualquer dos seguintes eventos que tenham ocorrido durante os últimos 5 anos
EventoDescrição
Qualquer condenação criminalNada Consta
Qualquer condenação em processo administrativo da CVM e as penas aplicadasNada Consta
13.Distribuição de cotistas, segundo o percentual de cotas adquirido.
Faixas de PulverizaçãoNº de cotistasNº de cotas detidas% de cotas detido em relação ao total emitido% detido por PF% detido por PJ
Até 5% das cotas 574,0039.626,0074,00%62,57%11,37%
Acima de 5% até 10% 1,002.961,005,50%0,00%5,52%
Acima de 10% até 15% 0,000,000,00%0,00%0,00%
Acima de 15% até 20% 0,000,000,00%0,00%0,00%
Acima de 20% até 30% 1,0011.010,0020,50%0,00%20,54%
Acima de 30% até 40% 0,000,000,00%0,00%0,00%
Acima de 40% até 50% 0,000,000,00%0,00%0,00%
Acima de 50% 0,000,000,00%0,00%0,00%

14.

Transações a que se refere o art. 34 e inciso IX do art.35, da Instrução CVM nº 472, de 2008

Não possui informação apresentada.

15.

Política de divulgação de informações

15.1 Descrever a política de divulgação de ato ou fato relevante adotada pelo administrador, ou disponibilizar o link correspondente da página do administrador na rede mundial de computadores, indicando os procedimentos relativos à manutenção de sigilo acerca de informações relevantes não divulgadas, locais onde estarão disponíveis tais informações, entre outros aspectos.
Fatos relevantes são divulgados no site do Administrador (www.caixa.gov.br → opção “Downloads” → item “Aplicação Financeira – Fundo de Investimento Imobiliário TRX Logística Renda”), no site da Comissão de Valores Mobiliarios (www.cvm.gov.br → opção “Informações de Regulados” → opção “Fundos de Investimento” → opção “Consulta a Informações de Fundos” → opção “Fundos de Investimento Registrados” em seguida digitar o nome do Fundo), e da BM&FBOVESPA (www.bmfbovespa.com.br → selecionar “Produtos” → “opção “Renda Variável” → item “Fundos de Investimentos” → selecionar “FIIs listados” → localizar “FDO INV IMOB CAIXA TRX LOGÍSTICA RENDA”).
15.2 Descrever a política de negociação de cotas do fundo, se houver, ou disponibilizar o link correspondente da página do administrador na rede mundial de computadores.
As cotas do Fundo são negociadas na BM&Fbovespa.
15.3 Descrever a política de exercício do direito de voto em participações societárias do fundo, ou disponibilizar o link correspondente da página do administrador na rede mundial de computadores.
Fundo não possui participações societárias.
15.4 Relacionar os funcionários responsáveis pela implantação, manutenção, avaliação e fiscalização da política de divulgação de informações, se for o caso.
Gerente Executivo: LUCIANO GARRIDO Operadores de Mesa: ALISSON ARAUJO DE LIMA, DAZIA VANESSA EGUCHI KEMPER, ELIANA MARQUES LISBOA, FABRICIO HONORATO SOARES, HEBERT GONCALEZ GALLY.
16.Regras e prazos para chamada de capital do fundo:
Capital foi totalmente subscrito e integralizado.

Anexos
5.Riscos

Nota

1.A relação de prestadores de serviços de que trata o item 1.8 deve ser indicada quando o referido prestador de serviços representar mais de 5% das despesas do FII