Imprimir

Informe Anual

Nome do Fundo: OURINVEST JPP FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO- FIICNPJ do Fundo: 26.091.656/0001-50
Data de Funcionamento: 30/11/2016Público Alvo: Investidores em Geral
Código ISIN: BROUJPCTF006Quantidade de cotas emitidas: 2.283.681,00
Fundo Exclusivo? NãoCotistas possuem vínculo familiar ou societário familiar? Não
Classificação autorregulação: Mandato: Títulos e Valores MobiliáriosSegmento de Atuação: HíbridoTipo de Gestão: AtivaPrazo de Duração: Indeterminado
Data do Prazo de Duração: Encerramento do exercício social: 30/06
Mercado de negociação das cotas: Bolsa Entidade administradora de mercado organizado: BM&FBOVESPA
Nome do Administrador: FINAXIS CORRETORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS S.A.CNPJ do Administrador: 03.317.692/0001-94
Endereço: Avenida Paulista, 1842, Torre Norte 1º andar cj. 17- Cerqueira Cesar- São Paulo- SP- 01310-923Telefones: (11) 3526 9001
Site: http://finaxis.com.br/E-mail: informacoesfundos@finaxis.com.br
Competência: 01/2021

1.

Prestadores de serviços

CNPJ

Endereço

Telefone

1.1 Gestor: JPP Capital Gestão de Recursos Ltda. 13.516.035/0001-20Avenida Paulista, 287, 6º Andar, São Paulo - SP.(11) 2187-1487
1.2 Custodiante: Banco Finaxis S.A. 11.758.741/0001-52Rua Pasteur, 463, 11º andar, Curitiba-PR(41) 3074-0909
1.3 Auditor Independente: Grant Thornton Auditores Independentes. 10.830.108/0001-65Avenida Engenheiro Luiz Carlos Berrini, 105 - São Paulo(11) 3886-8977
1.4 Formador de Mercado: ../-
1.5 Distribuidor de cotas: Ourinvest Distribuidora de Títulos e Valores Mob S.A.00.997.804/0001-07Avenida Paulista, 1728, sobreloja, São Paulo-SP.(11) 4081-4520
1.6 Consultor Especializado: ../-
1.7 Empresa Especializada para administrar as locações: ../-
1.8 Outros prestadores de serviços¹:
Não possui informação apresentada.

2.

Investimentos FII

2.1 Descrição dos negócios realizados no período
Relação dos Ativos adquiridos no períodoObjetivosMontantes InvestidosOrigem dos recursos
Certificados de Recebiveis ImobiliariosAtivo Alvo do Fundo - busca de rentabilidade 101.388.806,88Patrimonio Liquido do Fundo
Títulos PúblicosAtivo de Liquidez - previsto no regulamento do Fundo3.997.402.621,61Patrimonio Liquido do Fundo

3.

Programa de investimentos para os exercícios seguintes, incluindo, se necessário, as informações descritas no item 1.1 com relação aos investimentos ainda não realizados:

O Fundo investirá nos Ativos Alvo e Ativos de Liquidez observadas as regras descritas na Política de Investimentos, bem como as regras adicionais de seleção e de alocação de Ativos Alvo previstas no Regulamento.

4.

Análise do administrador sobre:

4.1 Resultado do fundo no exercício findo
O Fundo obteve ao longo dos últimos sete meses, julho/20 a jan/21 receitas totais de R$ 20.894.011,78 , com despesas de R$ 4.402.129,19 , produzindo um lucro líquido de R$ 16.491.882,59 .Os resultados obtidos decorreram fundamentalmente dos investimentos realizazdos nos ativos alvo, conforme Política de Investimentos do Fundo.
4.2 Conjuntura econômica do segmento do mercado imobiliário de atuação relativo ao período findo
A crise sanitária causada pela pandemia de Covid-19 impactou negativamente o segmento de crédito imobiliário via mercado de capitais. Nesse ambiente, a emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) alcançou R$ 16,7 bilhões em 2020, uma redução de 23,5% em relação ao ano anterior. Como resultado das medidas de isolamento social, as empresas que atuam em diversos segmentos da economia tiveram queda abrupta de faturamento, com destaque para os setores de shopping centers, hotelaria, comércio varejista e transportes de passageiros. Dessa forma, diversos devedores de operações de CRI se tornaram incapazes de cumprir com os compromissos de curto prazo e foram obrigadas a entrar em processos de renegociação dos fluxos de pagamento, para que pudessem atravessar esse período. O que se observou foi um aumento sem precedentes da renegociação dos fluxos das operações de CRI, o que movimentou o dia a dia das securitzadoras, dos agentes fiduciários e dos investidores. Com o abrandamento das medidas de isolamento social e a retomada gradual da economia, uma parte dos devedores conseguiu normalilzar os fluxos das operações.
4.3 Perspectiva para o período seguinte com base na composição da carteira
O fundo tem avançado na estratégia de maximizar a alocação em CRI e selecionar ativos com taxas elevadas, suportados por estruturas adequadas de garantias. Os ativos que compõem a carteira apresentam rentabilidade média superior aos títulos públicos indexados à inflação, em linha com o objetivo de superar o benchmark do fundo no médio/longo prazo. Continuamos a monitorar os impactos da crise causada pela pandemia de COVID-19. Atualmente, o saldo devedor dos CRI renegociados é de 3,8% do valor dos ativos na carteira. Permanecemos confiantes na qualidade dos ativos da carteira, que amparados por estruturas fortalecidas de garantias, têm nos permitido atravessar esse período com mínimo impacto no resultado do fundo e preservando o capital dos cotistas. Adicionalmente, temos observado a evolução positiva dos setores mais impactados aos quais temos exposição, com a retomada do fluxo de utilização de terminais rodoviários, shopping centers e vendas de imóveis.

5.

Riscos incorridos pelos cotistas inerentes aos investimentos do FII:

Ver anexo no final do documento. Anexos
6. Valor Contábil dos ativos imobiliários do FIIValor Justo, nos termos da ICVM 516 (SIM ou NÃO)Percentual de Valorização/Desvalorização apurado no período
Relação de ativos imobiliáriosValor (R$)
Certificados de Recebiveis Imobiliarios208.437.403,60SIM9,02%
Cotas de Fundos Imobiliarios3.892.357,80SIM-21,80%
6.1 Critérios utilizados na referida avaliação
Marcação a Mercado.
7.Relação de processos judiciais, não sigilosos e relevantes
Não possui informação apresentada.
8.Relação de processos judiciais, repetitivos ou conexos, baseados em causas jurídicas semelhantes, não sigilosos e relevantes
Não possui informação apresentada.
9.Análise dos impactos em caso de perda e valores envolvidos relacionados aos processos judiciais sigilosos relevantes:
Não possui informação apresentada.

10.

Assembleia Geral

10.1 Endereços (físico ou eletrônico) nos quais os documentos relativos à assembleia geral estarão à disposição dos cotistas para análise:
Avenida Paulista, nº 1842, 1º andar, conjunto 17, Bela Vista, CEP 01310-923
https://fnet.bmfbovespa.com.br; http://finaxis.com.br/
10.2 Indicação dos meios de comunicação disponibilizados aos cotistas para (i) a inclusão de matérias na ordem do dia de assembleias gerais e o envio de documentos pertinentes às deliberações propostas; (ii) solicitação de lista de endereços físicos e eletrônicos dos demais cotistas para envio de pedido público de procuração.
Os documentos ou informações estarão disponíveis nos endereços físicos e eletrônicos do ADMINISTRADOR: na Cidade e Estado de São Paulo na Avenida Paulista nº 1842, Torre Norte, 1º andar, conjunto 17, Bela Vista, CEP 01310-923 e http://finaxis.com.br/
10.3 Descrição das regras e procedimentos aplicáveis à participação dos cotistas em assembleias gerais, incluindo (i) formalidades exigidas para a comprovação da qualidade de cotista e representação de cotistas em assembleia; (ii) procedimentos para a realização de consultas formais, se admitidas em regulamento; (iii) regras e procedimentos para a participação à distância e envio de comunicação escrita ou eletrônica de voto.
Somente poderão votar na Assembleia Geral os Cotistas inscritos no registro de cotistas na data da convocação da Assembleia Geral, seus representantes legais ou procuradores legalmente constituídos há menos de 1 (um) ano; As deliberações da Assembleia Geral poderão ser tomadas, independentemente de convocação, mediante processo de consulta formal, formalizada por carta, correio eletrônico ou telegrama dirigido pelo Administrador aos Cotistas, para resposta no prazo de 30 (trinta) dias, devendo constar da consulta todos os elementos informativos necessários ao exercício de voto. No caso de deliberações a serem tomadas por consulta formal deverão ser aplicados todos os quóruns de deliberação aplicáveis para as Assembleias Gerais, bem como deverão ser observadas as formalidades previstas nos artigos 19, 19-A e 41, incisos (i) e (ii) da Instrução CVM nº 472/08.
10.3 Práticas para a realização de assembleia por meio eletrônico.
Não se aplica para esse Fundo.

11.

Remuneração do Administrador

11.1Política de remuneração definida em regulamento:
Regulamento - Artigo 22º. Pela prestação dos serviços de administração, gestão, controladoria e escrituração, nos termos deste Regulamento e em conformidade com a regulação vigente, o Fundo pagará uma remuneração conforme tabela abaixo: Faixa do Valor de Referência do Fundo Valor Percentual Praticado (ao ano) R$0,00 a R$50.000.000,00 1,1625% R$50.000.000,01 a R$100.000.000,00 1,125% Acima de R$100.000.000,01 1,05% Parágrafo 1º. Adicionalmente ao percentual aplicável conforme a faixa do Valor de Referência do Fundo, deverá ser respeitado um valor mínimo mensal de: (a) R$ 21.000,00 (vinte e um mil reais), nos primeiros seis meses; (b) R$24.000,00 (vinte e quatro mil reais), do sétimo ao décimo segundo mês; e (c) R$28.250,00 (vinte e oito mil duzentos e cinquenta reais), a partir do 13º (décimo terceiro) mês de atividade do Fundo, corrigido anualmente pelo IGP-M. Parágrafo 2º. A Taxa de Administração será calculada e provisionada diariamente, por Dia Útil, considerado o ano de 252 (duzentos e cinquenta e dois) Dias Úteis, como despesa do Fundo, e será paga mensalmente até o 5º (quinto) Dia Útil do mês subsequente.
Valor pago no ano de referência (R$):% sobre o patrimônio contábil:% sobre o patrimônio a valor de mercado:
226.339,570,10%NaN

12.

Governança

12.1Representante(s) de cotistas
Não possui informação apresentada.
12.2Diretor Responsável pelo FII
Nome: Ricardo Augusto Meira PedroIdade: 53
Profissão: BancárioCPF: 049.951.318-50
E-mail: ricardo.pedro@finaxis.com.brFormação acadêmica: Administrador
Quantidade de cotas detidas do FII: 0,00Quantidade de cotas do FII compradas no período: 0,00
Quantidade de cotas do FII vendidas no período: 0,00Data de início na função: 30/11/2016
Principais experiências profissionais durante os últimos 5 anos
Não possui informação apresentada.
Descrição de qualquer dos seguintes eventos que tenham ocorrido durante os últimos 5 anos
EventoDescrição
Qualquer condenação criminal
Qualquer condenação em processo administrativo da CVM e as penas aplicadas
13.Distribuição de cotistas, segundo o percentual de cotas adquirido.
Faixas de PulverizaçãoNº de cotistasNº de cotas detidas% de cotas detido em relação ao total emitido% detido por PF% detido por PJ
Até 5% das cotas 18.099,002.283.681,00100,00%95,99%4,01%
Acima de 5% até 10%
Acima de 10% até 15%
Acima de 15% até 20%
Acima de 20% até 30%
Acima de 30% até 40%
Acima de 40% até 50%
Acima de 50%

14.

Transações a que se refere o art. 34 e inciso IX do art.35, da Instrução CVM nº 472, de 2008

Não possui informação apresentada.

15.

Política de divulgação de informações

15.1 Descrever a política de divulgação de ato ou fato relevante adotada pelo administrador, ou disponibilizar o link correspondente da página do administrador na rede mundial de computadores, indicando os procedimentos relativos à manutenção de sigilo acerca de informações relevantes não divulgadas, locais onde estarão disponíveis tais informações, entre outros aspectos.
http://finaxis.com.br/
15.2 Descrever a política de negociação de cotas do fundo, se houver, ou disponibilizar o link correspondente da página do administrador na rede mundial de computadores.
http://finaxis.com.br/
15.3 Descrever a política de exercício do direito de voto em participações societárias do fundo, ou disponibilizar o link correspondente da página do administrador na rede mundial de computadores.
http://finaxis.com.br/
15.4 Relacionar os funcionários responsáveis pela implantação, manutenção, avaliação e fiscalização da política de divulgação de informações, se for o caso.
Não possui informação apresentada.
16.Regras e prazos para chamada de capital do fundo:
Não possui informação apresentada.

Anexos
5. Fatores de Risco

Nota

1.A relação de prestadores de serviços de que trata o item 1.8 deve ser indicada quando o referido prestador de serviços representar mais de 5% das despesas do FII