Imprimir

Informe Anual

Nome do Fundo: FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIARIO CAIXA TRX LOGISTICA RENDACNPJ do Fundo: 12.887.506/0001-43
Data de Funcionamento: 28/11/2011Público Alvo: Investidores em Geral
Código ISIN: BRCXTLCTF003Quantidade de cotas emitidas: 53.597,00
Fundo Exclusivo? NãoCotistas possuem vínculo familiar ou societário familiar? Não
Classificação autorregulação: Mandato: RendaSegmento de Atuação: LogísticaTipo de Gestão: PassivaPrazo de Duração: Indeterminado
Data do Prazo de Duração: Encerramento do exercício social: 31/12
Mercado de negociação das cotas: Bolsa Entidade administradora de mercado organizado: BM&FBOVESPA
Nome do Administrador: CAIXA ECONOMICA FEDERALCNPJ do Administrador: 00.360.305/0001-04
Endereço: Avenida Paulista, 2300, 11º Andar- Cerqueira Cesar- São Paulo- SP- 01310300Telefones: (11) 3572-4219(11) 3572-4388
Site: www.caixa.gov.brE-mail: supot02@caixa.gov.br
Competência: 12/2016

1.

Prestadores de serviços

CNPJ

Endereço

Telefone

1.1 Gestor: Caixa Economica Federal00.360.305/0001-04Av. Paulista, nº 2.300, 11º andar - Cerqueira Cesar - São Paulo/SP - CEP nº 01310-300(11) 3572-4218
1.2 Custodiante: Itaú Unibanco S.A.60.701.190/0001-04Rua Ururaí, nº 111, Prédio B, Térreo - Tatuapé - São Paulo/SP - CEP nº 03084-010 (11) 2740-2035
1.3 Auditor Independente: BDO RCS Auditores Independentes54.276.936/0001-79Rua Major Quedinho, nº 90 - Consolação – São Paulo/SP - CEP nº 01050-030(11) 3848-5880
1.4 Formador de Mercado: ../-
1.5 Distribuidor de cotas: ../-
1.6 Consultor Especializado: TRX09.358.890/0001-82Av. Nações Unidas, nº 8501, 31º andar - Pinheiros - São Paulo/SP - CEP nº 05425-070(11) 4872-2641
1.7 Empresa Especializada para administrar as locações: C + R REAL ESTATE IMOVEIS LTDA11.201.131/0001-53Rua Ramos Batista, nº 152, 12º andar - Vila Olimpia - São Paulo/SP - CEP nº 04552-020(11) 3034-2817

1.8

Outros prestadores de serviços¹:

CNPJ

Endereço

Telefone

W&C TEC MONITORAMENTO E INSTALAÇÕES LTDA - ME14.314.655/0001-49Rua Duarte de Azevedo, nº 521/531, sala 207 - Santana - São Paulo/SP - CEP nº 02036-022(11) 3360-4396

2.

Investimentos FII

2.1 Descrição dos negócios realizados no período
Não possui informação apresentada.

3.

Programa de investimentos para os exercícios seguintes, incluindo, se necessário, as informações descritas no item 1.1 com relação aos investimentos ainda não realizados:

Não há programa de investimentos substanciais nos imóveis do Fundo, podendo ser realizadas obras e benfeitorias nos imóveis ao longo do ano, caso seja necessário.

4.

Análise do administrador sobre:

4.1 Resultado do fundo no exercício findo
Durante o exercício de 2016 foram auferidos R$ 4.288.865,98 como receita de aluguel, provenientes dos contratos de locação dos imóveís localizados em Duque de Caxias/RJ, Macaé/RJ e Campo Largo/PR. O imóvel de Itapevi/SP ainda está em vacância, impactando a rentabilidade do Fundo. Outro fato de impacto nos rendimentos do Fundo decorre do pagamento parcial feito pelo locatário Aspro, que desde março de 2016 vem efetuando pagamentos parciais e em atraso dos alugueis mensais. A receita com operações financeiras em 2016 totalizou R$ 117.453,51. O resultado financeiro líquido obtido mensalmente foi distribuído integralmente como rendimento aos cotistas.
4.2 Conjuntura econômica do segmento do mercado imobiliário de atuação relativo ao período findo
O período foi marcado por instabilidade econômica, além de um ambiente político incerto. Os indicadores de emprego e renda, que influenciam diretamente a demanda do mercado imobiliário seguem pressionados. Sendo o segundo ano consecutivo de retração do PIB (-3,6%), só não foi pior que 2015 (-3,8%) numa janela partindo desde a década de 90. O segmento imobiliário também foi impactado negativamente, muito em função da economia, bem como, da fase do ciclo imobiliário atual. A situação econômica vem fazendo com que as empresas cortem os investimentos programados, bem como adotem grandes de políticas de austeridade, com amplo corte de gastos. Em relação ao imóvel localizado em Campo Largo/PR, a Engebac Real Estate pontuou que a Região Sul acumulou um crescimento do estoque de condomínios industriais ou logísticos de 134% durante o período compreendido entre 2012 e 2016, representando atualmente 8,3% do estoque total do País. Em 2013 foram entregues mais 200 mil m² construídos e apenas 50% foi absorvido no mesmo período, resultando em uma taxa de vacância de 19,6% naquele ano, desde então a região sul apresentou vacância sempre acima da média Brasil, com exceção de 2016. Em relação ao imóvel localizado em Itapevi/SP, segundo pesquisa da Engebac Real Estate, a cidade está situada no submercado de Barueri, com estoque total de 474 mil m² construídos, seu crescimento acumulado desde 2012 foi de 218%. A taxa de vacância apresentou crescimento constante no biênio 2014-2015, chegando ao recorde do período de 30,8%, atualmente a vacância está em 28%. Segundo a Dworking Consultoria, o Distrito Industrial de Duque de Caxias/RJ, região em que se localiza um dos imóveis do Fundo, passou por um redesenvolvimento nos últimos 4 anos, com novas unidades implantadas, incluindo um condomínio de galpões, porém, nos últimos 2 anos, a crise geral da economia nacional e em especial da estadual trouxe uma recessão, sendo visíveis os sinais, tendo uma vasta oferta de galpões para locação na Baixa Fluminense. Por fim, a cidade de Macaé/RJ, conforme relatório da Dworking Consultoria, teve um longo período de forte demanda e crescimento, impulsionada pela indústria de energia, se tornando uma das principais cidades do país da exploração de petróleo off-shore. Entretanto, nos últimos 2 anos, a crise da Petrobrás e em geral da economia nacional trouxe uma forte recessão na região, refletindo em várias unidades desativadas ou com baixo movimento.
4.3 Perspectiva para o período seguinte com base na composição da carteira
Continuidade do processo de gestão do Fundo, com foco na prospecção de locatário para o imóvel de Itapevi-SP, e na resolução da situação com a ASPRO nos termos do contrato de aluguel do imóvel de Campo Largo/PR.

5.

Riscos incorridos pelos cotistas inerentes aos investimentos do FII:

Ver anexo no final do documento. Anexos
6. Valor Contábil dos ativos imobiliários do FIIValor Justo, nos termos da ICVM 516 (SIM ou NÃO)Percentual de Valorização/Desvalorização apurado no período
Relação de ativos imobiliáriosValor (R$)
ASPRO7.720.000,00SIM16,99%
ATMOSFERA15.340.000,00SIM47,07%
FERLA10.310.000,00SIM-12,10%
SCHAHIM18.580.000,00SIM12,88%
6.1 Critérios utilizados na referida avaliação
A metodologia adotada fundamenta-se nos seguintes critérios e preceitos: NBR 14653; Parte 1 – Procedimentos Gerais; Parte 2 - Imóveis Urbanos e Parte 4 - Empreendimentos, da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas); Normas para Avaliações de Imóveis Urbanos publicadas pelo IBAPE/SP (Instituto Brasileiro e Avaliações e Perícias de Engenharia); Requisitos básicos do Red Book, estipulados pelo RICS (Royal Institution of Chartered Surveyors), da Grã Bretanha. O avaliando teve seu valor de mercado de locação obtido pelo Método Comparativo Direto de Dados de Mercado, que identifica o valor de produtos imobiliários pela comparação direta entre elementos ofertados no mercado de uma mesma região. As características e atributos dos elementos pesquisados, que exerçam influência na formação do valor dos imóveis, são tratados por Tratamento de Fatores. A técnica de Tratamento por Fatores para determinação de valores de imóveis admite, a priori, a validade da existência de relações fixas entre as diferenças dos atributos específicos dos elementos da amostra e os seus respectivos preços. O valor de mercado de venda foi mensurado através do Método da Capitalização da Renda (Fluxo de Caixa), no qual o valor do imóvel é obtido com base na capitalização presente da sua renda líquida prevista, considerando cenários viáveis.
7.Relação de processos judiciais, não sigilosos e relevantes
Nº do ProcessoJuízoInstânciaData da InstauraçãoValor da causa (R$)Partes no processoChance de perda (provável, possível ou remota)
0002775-45.2013.4.03.6100Tribunal Regional Federal da 3º Região2ª instância18/02/20132.073.600,00Fundo de Investimento Imobiliário Caixa TRX Logística Renda (Polo Ativo) e L. Ferenczi Indústria e Comércio Ltda. (Polo Passivo)remota
Principais fatos
Após sentença de procedência e efetivação do despejo, foi interposto Recurso de Apelação pela Ferla.
Análise do impacto em caso de perda do processo
Acarretaria a perda da caução prestada pelo Fundo no processo.
Nº do ProcessoJuízoInstânciaData da InstauraçãoValor da causa (R$)Partes no processoChance de perda (provável, possível ou remota)
1000651-27.2013.8.26.02712ª Vara Cível da Comarca de Itapevi/SP1ª instância19/02/201310.000,00Fundo de Investimento Imobiliário Caixa TRX Logística Renda (Polo Ativo) e L. Ferenczi Indústria e Comércio Ltda. (Polo Passivo)provável
Principais fatos
Após deferimento do processamento do pedido de Recuperação Judicial, foi apresentado o Plano de Recuperação Judicial e o respectivo Laudo de Avaliação de Ativos. O Fundo apresentou Impugnação ao valor do crédito declarado pela Recuperanda.
Análise do impacto em caso de perda do processo
Não receber os valores devidos referente ao contrato de locação.
Nº do ProcessoJuízoInstânciaData da InstauraçãoValor da causa (R$)Partes no processoChance de perda (provável, possível ou remota)
0006872-54.2014.4.03.610024ª Vara Federal1ª instância22/04/20141.107.500,00L. Ferenczi Indústria e Comércio Ltda. (Polo ativo) e Fundo de Investimento Imobiliário Caixa TRX Logística Renda (Polo Passivo)possível
Principais fatos
Foi decretado o decurso do prazo da parte Autora para apresentar a réplica à contestação. O juiz proferiu despacho na data de 12.02.2015 para especificação de provas pelas partes. A Ferla postulou pela produção de prova pericial e o Fundo, pelo julgamento antecipado da lide. Foi indeferida prova pericial e o juiz determinou a manifestação das partes acerca de interesse na designação de audiência de conciliação, com manifestação conclusiva dos setores técnicos das partes. a Audiência de Conciliação restou infrutifera. Apresentamos memoriais de alegações finais para julgamento do processo.
Análise do impacto em caso de perda do processo
Refletiria na diminuição do valor do imóvel e a perda de um atrativo para potencial locador da indústria de grãos.
8.Relação de processos judiciais, repetitivos ou conexos, baseados em causas jurídicas semelhantes, não sigilosos e relevantes
Não possui informação apresentada.
9.Análise dos impactos em caso de perda e valores envolvidos relacionados aos processos judiciais sigilosos relevantes:
Não possui informação apresentada.

10.

Assembleia Geral

10.1 Endereços (físico ou eletrônico) nos quais os documentos relativos à assembleia geral estarão à disposição dos cotistas para análise:
Av. Paulista, nº 2.300, 11º andar - Cerqueira Cesar - São Paulo/SP - CEP nº 01310-300
http://www.caixa.gov.br/site/paginas/downloads.aspx
10.2 Indicação dos meios de comunicação disponibilizados aos cotistas para (i) a inclusão de matérias na ordem do dia de assembleias gerais e o envio de documentos pertinentes às deliberações propostas; (ii) solicitação de lista de endereços físicos e eletrônicos dos demais cotistas para envio de pedido público de procuração.
e-mail supot02@caixa.gov e telefones (11) 3572-4219 e 3572-4388.
10.3 Descrição das regras e procedimentos aplicáveis à participação dos cotistas em assembleias gerais, incluindo (i) formalidades exigidas para a comprovação da qualidade de cotista e representação de cotistas em assembleia; (ii) procedimentos para a realização de consultas formais, se admitidas em regulamento; (iii) regras e procedimentos para a participação à distância e envio de comunicação escrita ou eletrônica de voto.
Os cotistas devem comparecer ao local designado para a Assembleia Geral presencial portando documento de identidade original com validade em todo o território nacional e, no caso daqueles que se fizerem representar por procuradores, estes devem ter sido constituídos há menos de 1 (um) ano e devem comparecer ao local designado portando procuração original com firma reconhecida e com poderes específicos. Nas consultas formais, são recebidos os votos pelo correio com firma reconhecida em cartório do cotista e contabilizados em controle específico. Não é admitido pelo Regulamento do Fundo a realização de Assembleia Geral para a participação à distancia e envio de comunicação escrita ou eletrônica de voto, com exceção das consultas formais.
10.3 Práticas para a realização de assembleia por meio eletrônico.
Não é admitido pelo Regulamento do Fundo a realização de Assembleia Geral por meio eletrônico.

11.

Remuneração do Administrador

11.1Política de remuneração definida em regulamento:
O ADMINISTRADOR fará jus ao recebimento de “Taxa de Administração” equivalente ao percentual de 0,35% (trinta e cinco centésimos por cento) ao ano, calculada sobre o patrimônio líquido do FUNDO e, adicionalmente, os valores abaixo previstos nos itens (i) e (ii) deste Artigo: (i) o maior valor entre o percentual de 0,08% (oito centésimos por cento) ao ano, calculado sobre o patrimônio líquido do FUNDO e o valor fixo mensal de acordo com a quantidade de IMÓVEIS integrantes da carteira do FUNDO conforme a tabela abaixo: Quantidade de IMÓVEIS Valor 0 a 4 RS 8.000,00 5 a 7 R$ 9.000,00 8 a 10 R$ 11.500,00 Acima de 10 R$ 11.500,00 mais R$ 500,00 por IMÓVEL adicional após o 10º IMÓVEL (ii) R$ 1.350,00 (um mil, trezentos e cinquenta reais) por mês.
Valor pago no ano de referência (R$):% sobre o patrimônio contábil:% sobre o patrimônio a valor de mercado:
172.977,640,32%0,60%

12.

Governança

12.1Representante(s) de cotistas
Não possui informação apresentada.
12.2Diretor Responsável pelo FII
Nome: FLAVIO EDUARDO ARAKAKIIdade: 37 anos
Profissão: EconomiárioCPF: 28384495831
E-mail: viter@caixa.gov.brFormação acadêmica: Mestrado
Quantidade de cotas detidas do FII: 0,00Quantidade de cotas do FII compradas no período: 0,00
Quantidade de cotas do FII vendidas no período: 0,00Data de início na função: 26/07/2016
Principais experiências profissionais durante os últimos 5 anos
Nome da EmpresaPeríodoCargo e funções inerentes ao cargoAtividade principal da empresa na qual tais experiências ocorreram
Caixa Econômica Federal26/07/2016 até o momentoVice-Presidente InterinoVice-Presidência de Gestão de Ativos de Terceiros
Caixa Econômica Federal22/05/2013 a 25/07/2016Diretor ExecutivoDiretoria Executiva de Ativos de Terceiros
Caixa Econômica Federal10/06/2011 a 21/05/2013Superintendente NacionalSuperintendência Nacional de Fundos de Investimento Especiais
Descrição de qualquer dos seguintes eventos que tenham ocorrido durante os últimos 5 anos
EventoDescrição
Qualquer condenação criminalNão há
Qualquer condenação em processo administrativo da CVM e as penas aplicadasNão há
13.Distribuição de cotistas, segundo o percentual de cotas adquirido.
Faixas de PulverizaçãoNº de cotistasNº de cotas detidas% de cotas detido em relação ao total emitido% detido por PF% detido por PJ
Até 5% das cotas 770,0048.357,0090,22%87,98%2,24%
Acima de 5% até 10% 1,005.240,009,78%0,00%9,78%
Acima de 10% até 15% 0,000,000,00%0,00%0,00%
Acima de 15% até 20% 0,000,000,00%0,00%0,00%
Acima de 20% até 30% 0,000,000,00%0,00%0,00%
Acima de 30% até 40% 0,000,000,00%0,00%0,00%
Acima de 40% até 50% 0,000,000,00%0,00%0,00%
Acima de 50% 0,000,000,00%0,00%0,00%

14.

Transações a que se refere o art. 34 e inciso IX do art.35, da Instrução CVM nº 472, de 2008

Não possui informação apresentada.

15.

Política de divulgação de informações

15.1 Descrever a política de divulgação de ato ou fato relevante adotada pelo administrador, ou disponibilizar o link correspondente da página do administrador na rede mundial de computadores, indicando os procedimentos relativos à manutenção de sigilo acerca de informações relevantes não divulgadas, locais onde estarão disponíveis tais informações, entre outros aspectos.
Fatos relevantes são divulgados no site do Administrador (www.caixa.gov.br → opção “Downloads” → item “Aplicação Financeira – Fundo de Investimento Imobiliário TRX Logística Renda”), no site da Comissão de Valores Mobiliarios (www.cvm.gov.br → opção “Informações de Regulados” → opção “Fundos de Investimento” → opção “Consulta a Informações de Fundos” → opção “Fundos de Investimento Registrados” em seguida digitar o nome do Fundo), e da BM&FBOVESPA (www.bmfbovespa.com.br → selecionar “Produtos” → “opção “Renda Variável” → item “Fundos de Investimentos” → selecionar “FIIs listados” → localizar “FDO INV IMOB CAIXA TRX LOGÍSTICA RENDA”).
15.2 Descrever a política de negociação de cotas do fundo, se houver, ou disponibilizar o link correspondente da página do administrador na rede mundial de computadores.
As cotas do Fundo são negociadas na BM&Fbovespa.
15.3 Descrever a política de exercício do direito de voto em participações societárias do fundo, ou disponibilizar o link correspondente da página do administrador na rede mundial de computadores.
Fundo não possui participações societárias.
15.4 Relacionar os funcionários responsáveis pela implantação, manutenção, avaliação e fiscalização da política de divulgação de informações, se for o caso.
Gerente Executivo: ALEXANDRE PEREIRA DO NASCIMENTO Operadores de Mesa: ALBERTO DANIEL ARAUJO DA SILVA, CLEBER ALVES FABIO, DAZIA VANESSA EGUCHI KEMPER, ELIANA MARQUES LISBOA, FERNANDA BUENO FREDERICO MARTINIS, HEBERT GONCALEZ GALLY, LEONARDO CESAR FERREIRA SILVA, LUCI CLEIDE SILVA, PAULA CUNHA DE OLIVEIRA, VINICIUS BARBIERI DOMINGUES
16.Regras e prazos para chamada de capital do fundo:
Capital foi totalmente subscrito e integralizado.

Anexos
5.Riscos

Nota

1.A relação de prestadores de serviços de que trata o item 1.8 deve ser indicada quando o referido prestador de serviços representar mais de 5% das despesas do FII