Imprimir

Informe Anual

Nome do Fundo: CLARITAS LOGÍSTICA I - FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIOCNPJ do Fundo: 97.521.194/0001-02
Data de Funcionamento: 06/07/2011Público Alvo: Investidor Qualificado
Código ISIN: BRCLOGCTF009Quantidade de cotas emitidas: 11.766,71
Fundo Exclusivo? NãoCotistas possuem vínculo familiar ou societário familiar? Não
Classificação autorregulação: Mandato: Segmento de Atuação: Tipo de Gestão: Prazo de Duração: Indeterminado
Data do Prazo de Duração: Encerramento do exercício social: 31/12
Mercado de negociação das cotas: Bolsa Entidade administradora de mercado organizado: BM&FBOVESPA
Nome do Administrador: BANCO BNP PARIBAS BRASIL S/ACNPJ do Administrador: 01.522.368/0001-82
Endereço: AV PRESIDENTE JUSCELINO KUBITSCHEK , 210, 1,10,11,12,13,14- VILA NOVA CONCEIÇÃO- SÃO PAULO- SP- 4543906Telefones: 113841314611384135461138413100
Site: www.bnpparibas.com.brE-mail: administrador.fundos@br.bnpparibas.com
Competência: 12/2016

1.

Prestadores de serviços

CNPJ

Endereço

Telefone

1.1 Gestor: CLARITAS ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS LTDA03.987.891/0001-00Av. Brigadeiro Faria Lima, nº 4221 - 4° andar1138413100
1.2 Custodiante: BANCO BNP PARIBAS BRASIL S.A.01.522.368/0001-82Av. Presidente Juscelino Kubitschek, nº 510, 10º a 14º andares1138413546
1.3 Auditor Independente: KPMG AUDITORES INDEPENDENTES57.755.217/0001-29Rua ARQ. Redig. De Campos 105 7º totte A São Paulo1139403614
1.4 Formador de Mercado: ../-
1.5 Distribuidor de cotas: BANCO BNP PARIBAS BRASIL S.A.01.522.368/0001-82Av. Presidente Juscelino Kubitschek, nº 510, 10º a 14º andares1138413546
1.6 Consultor Especializado: IMEDIATO ORGANIZAÇÃO LOGÍSTICA EM TRANSPORTES LTDA05.571.135/0001-20Via Anhanguera - SP 330, km 305, 152, sala 07, Recreio Anhanguera1138413100
1.7 Empresa Especializada para administrar as locações: ../-
1.8 Outros prestadores de serviços¹:
Não possui informação apresentada.

2.

Investimentos FII

2.1 Descrição dos negócios realizados no período
Não possui informação apresentada.

3.

Programa de investimentos para os exercícios seguintes, incluindo, se necessário, as informações descritas no item 1.1 com relação aos investimentos ainda não realizados:

Não possui informação apresentada.

4.

Análise do administrador sobre:

4.1 Resultado do fundo no exercício findo
O Fundo não realizou investimentos em ativos imobiliários no decorrer do ano de 2016. Demais recursos não aplicados nos ativos imobiliários foram mantidos em aplicações financeiras de perfis conservadores respeitando a regulação aplicável e regulamento do fundo. Os recursos investidos são provenientes de pagamentos de aluguéis do parque logístico localizado na cidade de Ribeirão Preto. A rentabilidade apurada refere-se apenas aos valores dos aluguéis, que não foram alocados em novos investimentos imobiliários.
4.2 Conjuntura econômica do segmento do mercado imobiliário de atuação relativo ao período findo
As operações do Fundo estão concentradas na locação de galpões parte do parque logístico sob sua propriedade. Mesmo com a desaceleração da economia, o mercado brasileiro de condomínios logísticos fechou o ano de 2016 em um ritmo de movimentação positivo com relação ao ano de 2015. Em 2016, mesmo com o cenário político/econômico em dificuldades, a tendência do mercado de galpões logísticos se recupere a medida que a crise economica perca força., pois a busca na redução de custos, melhoria da eficiência operacional, imóveis modernos e adequados para qualquer tipo de operação, segurança, localização estratégica e infraestrutura, como salas de reuniões, galpões comerciais, são fatores que continuam atraindo as empresas dos setores industriais e logísticos.
4.3 Perspectiva para o período seguinte com base na composição da carteira
As operações do Fundo estão concentradas na locação do espaço para empresas. O condomínio logístico possui 3 locatários e apesar das perspectivas de dificuldades para o ano de 2017, com relação ao cenário macroeconômico crítico, esperamos, no mínimo, a manutenção do atual ambiente adotando posição conservadora.

5.

Riscos incorridos pelos cotistas inerentes aos investimentos do FII:

Ver anexo no final do documento. Anexos
6. Valor Contábil dos ativos imobiliários do FIIValor Justo, nos termos da ICVM 516 (SIM ou NÃO)Percentual de Valorização/Desvalorização apurado no período
Relação de ativos imobiliáriosValor (R$)
Imóveis para Renda Acabados156.300.000,00SIM6,43%
6.1 Critérios utilizados na referida avaliação
Conforme Laudo de Avaliação datado de novembro de 2016 nº 5789/16 elaborado pela empresa Colliers International do Brasil (“Colliers”) com a finalidade de determinar o Valor de Mercado para Venda, locação e Máximo Valor Segurável: “Para tanto, os estudos foram realizados por duas metodologias: o valor de locação foi estimado através da comparação direta com imóveis semelhantes e inseridos na mesma região socioeconômica, já o valor de venda foi estimado pelo Método da Renda, onde o imóvel foi considerado como um gerador de renda por um período de dez anos em um fluxo de caixa descontado. Foram consideradas na avaliação as práticas e padrões profissionais aplicáveis de acordo com a Norma Brasileira de Avaliações NBR 14.653 da ABNT – Associação Brasileira e Normas Técnicas, em todas as suas partes, além dos padrões de conduta e ética profissionais estabelecidos no Red Book em sua edição 2014 editada pelo Royal Institute of Chartered Surveyors (“RICS”) e nas normas do International Valuation Standards Council (“IVSC”), nos seus pronunciamentos 101 – Scope of Work, 102 – Implementation e 103 – Reporting. Nessa avaliação, foi utilizada como base a definição de Valor de Mercado definido pelo Red Book 1 , traduzido como. Valor de mercado para venda: O valor estimado pelo qual uma propriedade pode ser alugada na data da avaliação entre um locado/vendedor e um locatário/comprador predispostos, em termos apropriados de locação em uma operação entre partes independentes, depois de apropriada exposição ao mercado, em que as partes ajam com conhecimento, prudência e sem compulsão para negociação. Para lastrear o processo avaliatório foram consultados os seguintes documentos: Matrícula nº 134.497 do 2º Registro de Imóveis de Ribeirão Preto – SP, datado de 23/08/2011; Imposto Predial Territorial Urbano – IPTU/2016, cadastro nº 270.877; Apresentação Claritas – Condomínio Modular Fase I, datado de Setembro de 2012; Fotos aéreas e das construções do empreendimento; Planilha de medição de obra, datado de 17/12/2013. Foram analisadas ainda informações complementares de apoio obtidas durante a visita ao local, que serviram de base para nossos cálculos e apropriação final de valor. Todas as inspeções caracterizaram-se por levantamentos visuais fotográficos. Esta avaliação é independente e livre de quaisquer vantagens ou envolvimento das pessoas que realizaram os serviços.”
7.Relação de processos judiciais, não sigilosos e relevantes
Nº do ProcessoJuízoInstânciaData da InstauraçãoValor da causa (R$)Partes no processoChance de perda (provável, possível ou remota)
0012183- 10.2015.5.15.00 422ªVara do Trabalho de Ribeirão Preto/SP30/11/201556.118,22EDER DOS REIS DE OLIVEIRA x JC MOREIRA ESTRUT METALICAS ME, DRIO ENG ELETRICA SERV ESPEC LTDA ME, SUPERM SIGOM LTDA, COND LOGISTICO CLARITAS RIBEIRAO PRETO, CLARITAS LOGISTICA I FIIpossível
Principais fatos
Reclamante pleiteia responsabilidade subsidiária do FII, verbas rescisórias, multas 467 e 477 CLT, horas extras, cesta básica, vale transporte, honorários advocatícios
Análise do impacto em caso de perda do processo
Considerando o cenário atual, o GESTOR do FUNDO entende que o impacto financeiro no patrimônio do FUNDO em caso de perda do processo é desprezível.
8.Relação de processos judiciais, repetitivos ou conexos, baseados em causas jurídicas semelhantes, não sigilosos e relevantes
Não possui informação apresentada.
9.Análise dos impactos em caso de perda e valores envolvidos relacionados aos processos judiciais sigilosos relevantes:
Não possui informação apresentada.

10.

Assembleia Geral

10.1 Endereços (físico ou eletrônico) nos quais os documentos relativos à assembleia geral estarão à disposição dos cotistas para análise:
AVENIDA PRESIDENTE JUSCELINO KUBITSCHEK, Nº 510, 11º ANDAR, SÃO PAULO - SP
http://www.bnpparibas.com.br/Paginas/Administracao-Fundos-Gestores-Externos.aspx
10.2 Indicação dos meios de comunicação disponibilizados aos cotistas para (i) a inclusão de matérias na ordem do dia de assembleias gerais e o envio de documentos pertinentes às deliberações propostas; (ii) solicitação de lista de endereços físicos e eletrônicos dos demais cotistas para envio de pedido público de procuração.
Os cotistas deverão enviar correio eletrônico ao ADMINISTRADOR para os seguintes endereços: atendimentoafs@br.bnpparibas.com e administrador.fundos@br.bnpparibas.com.
10.3 Descrição das regras e procedimentos aplicáveis à participação dos cotistas em assembleias gerais, incluindo (i) formalidades exigidas para a comprovação da qualidade de cotista e representação de cotistas em assembleia; (ii) procedimentos para a realização de consultas formais, se admitidas em regulamento; (iii) regras e procedimentos para a participação à distância e envio de comunicação escrita ou eletrônica de voto.
A descrição das regras e procedimentos aplicáveis à participação dos cotistas em Assembleias Gerais consta do Capítulo XIII do Regulamento do FUNDO.
10.3 Práticas para a realização de assembleia por meio eletrônico.
Os cotistas também poderão votar por meio de comunicação escrita ou eletrônica (e-mail) encaminhada ao ADMINISTRADOR, desde que este receba o voto do cotista com pelo menos 1 (um) dia de atencedência em relação à data prevista para a realização da Assembleia, nos termos do Artigo 42, parágrafo 1º, do Regulamento do FUNDO.

11.

Remuneração do Administrador

11.1Política de remuneração definida em regulamento:
Pela administração do FUNDO, nela compreendida as atividades de administração do FUNDO, tesouraria, controle e processamento dos títulos e valores mobiliários integrantes de sua carteira, a gestão de sua carteira, a escrituração de suas Cotas e a consultoria especializada, o FUNDO pagará ao ADMINISTRADOR uma Taxa de Administração equivalente a 1,00% (um por cento) do Patrimônio Líquido do FUNDO ao ano, observado um mínimo mensal de R$13.000,00 (treze mil reais), valores estes que serão atualizados anualmente a contar de 10 dezembro de 2015 pela variação positiva do IGPM (Índice Geral de Preços e Mercado) apurado e divulgado pela Fundação Getúlio Vargas – FGV. A Taxa de Administração será calculada diariamente, com base em um ano de 252 (duzentos e cinquenta e dois) dias úteis, e provisionada mensalmente sobre o Patrimônio Líquido do FUNDO, sempre considerando as demonstrações financeiras do FUNDO, e será paga mensalmente pelo FUNDO até o 5º (quinto) Dia Útil ao encerramento do mês subsequente ao em que os serviços foram prestados.
Valor pago no ano de referência (R$):% sobre o patrimônio contábil:% sobre o patrimônio a valor de mercado:
NaNNaNNaN

12.

Governança

12.1Representante(s) de cotistas
Não possui informação apresentada.
12.2Diretor Responsável pelo FII
Nome: ORONZO CHIARELLAIdade: 58 ANOS
Profissão: BANCÁRIOCPF: 92231578891
E-mail: oronzo.chiarella@br.bnpparibas.comFormação acadêmica: Cursou Economia
Quantidade de cotas detidas do FII: 0,00Quantidade de cotas do FII compradas no período: 0,00
Quantidade de cotas do FII vendidas no período: 0,00Data de início na função: 14/06/2016
Principais experiências profissionais durante os últimos 5 anos
Nome da EmpresaPeríodoCargo e funções inerentes ao cargoAtividade principal da empresa na qual tais experiências ocorreram
BANCO BNP PARIBAS BRASIL S.A.JUNHO/2016 ATÉ O MOMENTODIRETORDIRETOR RESPONSÁVEL PELA ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS DE TERCEIROS
BANCO BNP PARIBAS BRASIL S.A.JUNHO/2006 A JUNHO/2016SUPERINTENDENTE BACK OFFICESuperintendente responsável na área de Back Office pela liquidação e formalização das operações de Pagamentos, Câmbio, Adiantamento a Fornecedores e Cadastro de Clientes.
Descrição de qualquer dos seguintes eventos que tenham ocorrido durante os últimos 5 anos
EventoDescrição
Qualquer condenação criminalNÃO HÁ
Qualquer condenação em processo administrativo da CVM e as penas aplicadasNÃO HÁ
13.Distribuição de cotistas, segundo o percentual de cotas adquirido.
Faixas de PulverizaçãoNº de cotistasNº de cotas detidas% de cotas detido em relação ao total emitido% detido por PF% detido por PJ
Até 5% das cotas 10,004.510,5738,33%65,22%34,78%
Acima de 5% até 10% 3,002.745,5623,33%0,00%100,00%
Acima de 10% até 15% 1,001.568,8913,33%0,00%100,00%
Acima de 15% até 20%
Acima de 20% até 30% 1,002.941,6725,00%0,00%100,00%
Acima de 30% até 40%
Acima de 40% até 50%
Acima de 50%

14.

Transações a que se refere o art. 34 e inciso IX do art.35, da Instrução CVM nº 472, de 2008

Não possui informação apresentada.

15.

Política de divulgação de informações

15.1 Descrever a política de divulgação de ato ou fato relevante adotada pelo administrador, ou disponibilizar o link correspondente da página do administrador na rede mundial de computadores, indicando os procedimentos relativos à manutenção de sigilo acerca de informações relevantes não divulgadas, locais onde estarão disponíveis tais informações, entre outros aspectos.
Não possui informação apresentada.
15.2 Descrever a política de negociação de cotas do fundo, se houver, ou disponibilizar o link correspondente da página do administrador na rede mundial de computadores.
Não possui informação apresentada.
15.3 Descrever a política de exercício do direito de voto em participações societárias do fundo, ou disponibilizar o link correspondente da página do administrador na rede mundial de computadores.
Não possui informação apresentada.
15.4 Relacionar os funcionários responsáveis pela implantação, manutenção, avaliação e fiscalização da política de divulgação de informações, se for o caso.
Não possui informação apresentada.
16.Regras e prazos para chamada de capital do fundo:
Não possui informação apresentada.

Anexos
5.Riscos

Nota

1.A relação de prestadores de serviços de que trata o item 1.8 deve ser indicada quando o referido prestador de serviços representar mais de 5% das despesas do FII