Imprimir

Informe Anual

Nome do Fundo: SANTANDER RENDA DE ALUGUÉIS FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO- FIICNPJ do Fundo: 32.903.702/0001-71
Data de Funcionamento: 20/12/2019Público Alvo: Investidores em Geral
Código ISIN: BRSARECTF006Quantidade de cotas emitidas: 9.234.329,00
Fundo Exclusivo? NãoCotistas possuem vínculo familiar ou societário familiar? Não
Classificação autorregulação: Mandato: RendaSegmento de Atuação: HíbridoTipo de Gestão: AtivaPrazo de Duração: Indeterminado
Data do Prazo de Duração: Encerramento do exercício social: 31/12
Mercado de negociação das cotas: Bolsa Entidade administradora de mercado organizado: BM&FBOVESPA
Nome do Administrador: SANTANDER CACEIS BRASIL DISTRIBUIDORA DE TITULOS E VALORES MOBILIARIOS S.ACNPJ do Administrador: 62.318.407/0001-19
Endereço: Rua Amador Bueno, 474, 1 andar- Santo Amaro- São Paulo- SP- 04752005Telefones: (11) 5538-5489
Site: https://www.s3dtvm.com.brE-mail: SC_fundosimobiliarios@s3caceis.com.br
Competência: 12/2022

1.

Prestadores de serviços

CNPJ

Endereço

Telefone

1.1 Gestor: SANTANDER BRASIL GESTÃO DE RECURSOS LTDA.10..23.1.1/77/0-00Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 2041, Bloco A - 18º Andar, São Paulo - SP(11) 4130-9344
1.2 Custodiante: S3 CACEIS BRASIL DTVM S.A.62.318.407/0001-19Rua Amador Bueno,474 - 1° Andar - BL D (11) 3553-2248
1.3 Auditor Independente: PRICEWATERHOUSECOOPERS AUDITORES INDEPENDENTES61..56.2.1/12/0-00AL DR.CARLOS DE CARVALHO, 417, CENTRO , CURITIBA( 11) 3674-3834
1.4 Formador de Mercado: Banco Fator S/A33..64.4.1/96/0-00Rua Doutor Renato Paes de Barros, 1017 – 12º andar(11) 3049-9133
1.5 Distribuidor de cotas: BANCO SANTANDER (BRASIL) S.A.90..40.0.8/88/0-00Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 2041, Vila Olimpia, São Paulo - SP( 11) 3046-5350
1.6 Consultor Especializado: N/AN/.A./-N/AN/A
1.7 Empresa Especializada para administrar as locações: N/AN/.A./-N/AN/A

1.8

Outros prestadores de serviços¹:

CNPJ

Endereço

Telefone

ITAU CORRETORA DE VALORES S/A ( Escriturador )61..19.4.3/53/0-00Rua Santa Virginia, 299,CEP: 03084-010 São Paulo – SP(11) 2740-2906

2.

Investimentos FII

2.1 Descrição dos negócios realizados no período
Relação dos Ativos adquiridos no períodoObjetivosMontantes InvestidosOrigem dos recursos
KNHY11Renda6.932.870,70Capital
HGCR17Renda10.338.000,00Capital
G. SANTO ANDRÉRenda79.687.343,73Capital

3.

Programa de investimentos para os exercícios seguintes, incluindo, se necessário, as informações descritas no item 1.1 com relação aos investimentos ainda não realizados:

fundo permanece acompanhando o mercado imobiliário em busca de ótimas oportunidades de aquisição, a fim de maximizar o retorno para os seus cotistas. Adicionalmente, estamos atento ao nosso portfolio de imóveis, monitorando nossos ativos com objetivo de manter sempre apto a gerar renda para o fundo.

4.

Análise do administrador sobre:

4.1 Resultado do fundo no exercício findo
O Fundo Santander Renda de Aluguéis Fundo de investimento imobiliário (SARE11), no ano de 2022 distribuiu R$ 70.919.646,72 de rendimentos, isso equivale a R$ 7,68 por cota ( total no período de funcionamento). O resultado médio de distribuição por cota, foi de R$ 0,64 ao mês.
4.2 Conjuntura econômica do segmento do mercado imobiliário de atuação relativo ao período findo
Ao longo de 2022, o cenário macroeconômico foi tomado por uma inflação persistente em patamares de 2 dígitos. Dessa forma, foi observado uma elevação significante da Taxa Selic, encerrando o ano de 2022 em 13,75%. Essa forte alta impactou a indústria de Renda Variável como um todo, dificultando a expansão não só de FIIs mas de todos os subsegmentos dessa classe de ativos. Dessa forma, devido aos desafios citados acima, podemos inferir que a indústria de Fundos de Investimento Imobiliário teve um desempenho fraco comparado a média dos últimos períodos. Além disso, o ano de 2022 também foi marcado pela disputa presidencial, o que aumento os ruídos e volatilidades do mercado. Por fim, apesar de todos os fatores detratores, o IFIX, valorizou aproximadamente 2,2% no ano, mostrando a resiliência e o potencial de desenvolvimento que a indústria de FIIs possui.
4.3 Perspectiva para o período seguinte com base na composição da carteira
Observando o comportamento do cenário macroeconômico e as incertezas associadas à condução da política econômica, estimamos um desafio a frente referente ao controle da inflação de curto prazo e as expectativas de longo prazo. Adicionalmente, já que a inflação ainda continua acima das metas determinadas pelo Conselho Monetário Nacional, esperamos a manutenção dos juros básicos em patamares restritivos por algum tempo, com projeção de Selic estável ao longo dos próximos trimestres. Dessa forma, já que a manutenção em patamares mais restritivos torna o investimento em produtos de Renda Fixa mais atrativo, o cenário para os Fundos Imobiliarios continuam desafiadores. Portanto, já que o SARE11 é um Fundo de Tijolo, a inferência é que possivelmente será impactado negativamente, devido à alta correlação que o segmento possui com o desenvolvimento da economia. Assim, enquanto a Taxa Selic estiver em patamares restritivos, estimamos uma recuperação mais lenta e gradual.

5.

Riscos incorridos pelos cotistas inerentes aos investimentos do FII:

Ver anexo no final do documento. Anexos
6. Valor Contábil dos ativos imobiliários do FIIValor Justo, nos termos da ICVM 516 (SIM ou NÃO)Percentual de Valorização/Desvalorização apurado no período
Relação de ativos imobiliáriosValor (R$)
WORK B. CINTRA86.600.000,00SIM2,08%
EMP JUBRAN60.000.000,00SIM11,30%
G. SANTO ANDRÉ88.500.000,00SIM11,06%
TM FII446.857.184,10SIM-7,54%
IRDM1148.244.286,45SIM-15,25%
MCCI1131.770.839,70SIM-14,62%
KNHY1123.715.697,27SIM-19,81%
CPTS1122.348.017,42SIM-14,45%
KNSC1111.897.625,60SIM-14,29%
BTCI1110.775.195,12SIM-4,72%
VGIP1139.518,60SIM-15,69%
6.1 Critérios utilizados na referida avaliação
O valor justo correspondente aos imóveis estão suportados por laudo de avaliação, elaborado pela empresa Cushman & Wakefield. O modelo de análise utilizado na avaliação foi a Capitalização da Renda por Fluxo de Caixa Descontado - Discounted Cash Flow (DCF) - que contempla o ciclo operacional do empreendimento, podendo defini-lo como o período de exploração do mesmo. Período de projeção explícita: admitindo uma fase futura de maior proximidade temporal e melhores condições de previsibilidade, normalmente estabelecida em 10 anos; Valor Residual: equivalente ao restante da vida útil do empreendimento. Este fluxo de caixa futuro de longo prazo é substituído por um valor equivalente único no final do período de projeção explícita.
7.Relação de processos judiciais, não sigilosos e relevantes
Não possui informação apresentada.
8.Relação de processos judiciais, repetitivos ou conexos, baseados em causas jurídicas semelhantes, não sigilosos e relevantes
Não possui informação apresentada.
9.Análise dos impactos em caso de perda e valores envolvidos relacionados aos processos judiciais sigilosos relevantes:
Não possui informação apresentada.

10.

Assembleia Geral

10.1 Endereços (físico ou eletrônico) nos quais os documentos relativos à assembleia geral estarão à disposição dos cotistas para análise:
Rua Amador Bueno, 474 - Santo Amaro - São Paulo - SP
https://www.s3dtvm.com.br
10.2 Indicação dos meios de comunicação disponibilizados aos cotistas para (i) a inclusão de matérias na ordem do dia de assembleias gerais e o envio de documentos pertinentes às deliberações propostas; (ii) solicitação de lista de endereços físicos e eletrônicos dos demais cotistas para envio de pedido público de procuração.
A convocação da Assembleia Geral de Cotistas será feita pelo Administrador e encaminhada a cada Cotista, por meio de correspondência ou correio eletrônico (e-mail), contendo, obrigatoriamente, o dia, hora e local em que será realizada tal Assembleia e ainda, todas as matérias a serem deliberadas. Todas as indicações dos Cotistas podem ser enviadas para caixa: SC_fundosimobiliarios@s3caceis.com.br.
10.3 Descrição das regras e procedimentos aplicáveis à participação dos cotistas em assembleias gerais, incluindo (i) formalidades exigidas para a comprovação da qualidade de cotista e representação de cotistas em assembleia; (ii) procedimentos para a realização de consultas formais, se admitidas em regulamento; (iii) regras e procedimentos para a participação à distância e envio de comunicação escrita ou eletrônica de voto.
Somente poderão votar na assembleia geral os cotistas inscritos no registro de cotistas na data da convocação da assembleia, seus representantes legais ou procuradores legalmente constituídos há menos de 1 (um) ano. Os Cotistas poderão votar por meio de comunicação escrita ou eletrônica, desde que referida comunicação seja recebida pelo ADMINISTRADOR até o início da respectiva Assembleia Geral. As deliberações poderão ser realizadas mediante processo de consulta formal, sem a necessidade de reunião presencial de Cotistas, por meio de correspondência escrita ou eletrônica, a ser realizada pelo ADMINISTRADOR junto a cada Cotista do FUNDO, correspondendo cada cota ao direito de 01 (um) voto. Da consulta deverão constar todos os elementos informativos necessários ao exercício do direito de voto.
10.3 Práticas para a realização de assembleia por meio eletrônico.
O Administrador não possui sistema apto para a realização de Assembleias por meio eletrônico.

11.

Remuneração do Administrador

11.1Política de remuneração definida em regulamento:
Pela prestação dos serviços de administração do FUNDO, incluindo os serviços de administração propriamente dita, e os demais serviços indicados na Cláusula Sexta acima, com exceção dos serviços de auditoria independente, de distribuição de cotas e de formador de mercado (este último, quando contratado), o FUNDO pagará uma remuneração equivalente a 1,25% (um inteiro e vinte e cinco centésimos por cento) ao ano, incidente sobre o valor de mercado, calculado com base no valor das Cotas do FUNDO, calculado com base na média diária da cotação de fechamento das cotas do FUNDO, divulgada pela B3 no mês anterior ao do pagamento da remuneração ou sobre o valor contábil do patrimônio líquido do FUNDO, caso o fundo não esteja listado no mercado de bolsa (B3), observado o valor mínimo mensal de R$ 25.000,00 (Vinte e cinco mil reais) mensais, sendo certo que o referido valor mínimo mensal será atualizado anualmente, a partir da data de início das atividades do FUNDO, pela variação positiva do IPCA, (“Taxa de Administração”).
Valor pago no ano de referência (R$):% sobre o patrimônio contábil:% sobre o patrimônio a valor de mercado:
1.911.403,030,22%0,30%

12.

Governança

12.1Representante(s) de cotistas
Não possui informação apresentada.
12.2Diretor Responsável pelo FII
Nome: Angela AmodeoIdade: 54
Profissão: MatemáticaCPF: 101.796.988-42
E-mail: angela.amodeo@s3caceis.com.brFormação acadêmica: Economia
Quantidade de cotas detidas do FII: 0,00Quantidade de cotas do FII compradas no período: 0,00
Quantidade de cotas do FII vendidas no período: 0,00Data de início na função: 09/08/2021
Principais experiências profissionais durante os últimos 5 anos
Não possui informação apresentada.
Descrição de qualquer dos seguintes eventos que tenham ocorrido durante os últimos 5 anos
EventoDescrição
Qualquer condenação criminalN/A
Qualquer condenação em processo administrativo da CVM e as penas aplicadasN/A
13.Distribuição de cotistas, segundo o percentual de cotas adquirido.
Faixas de PulverizaçãoNº de cotistasNº de cotas detidas% de cotas detido em relação ao total emitido% detido por PF% detido por PJ
Até 5% das cotas 33.195,009.234.329,00100,00%86,97%13,03%
Acima de 5% até 10%
Acima de 10% até 15%
Acima de 15% até 20%
Acima de 20% até 30%
Acima de 30% até 40%
Acima de 40% até 50%
Acima de 50%

14.

Transações a que se refere o art. 34 e inciso IX do art.35, da Instrução CVM nº 472, de 2008

Não possui informação apresentada.

15.

Política de divulgação de informações

15.1 Descrever a política de divulgação de ato ou fato relevante adotada pelo administrador, ou disponibilizar o link correspondente da página do administrador na rede mundial de computadores, indicando os procedimentos relativos à manutenção de sigilo acerca de informações relevantes não divulgadas, locais onde estarão disponíveis tais informações, entre outros aspectos.
Todos os Comunicados e Fatos Relevantes são disponibilizados na CVM através do sistema Fundos.Net, e no site do Administrador, no qual, podem ser consultados através do link: https://www.s3dtvm.com.br/fundos/Informacoes-aos-Cotistas.cfm
15.2 Descrever a política de negociação de cotas do fundo, se houver, ou disponibilizar o link correspondente da página do administrador na rede mundial de computadores.
As cotas são admitidas à negociação exclusivamente em mercado de bolsa administrado pela B3.
15.3 Descrever a política de exercício do direito de voto em participações societárias do fundo, ou disponibilizar o link correspondente da página do administrador na rede mundial de computadores.
O objetivo da Política de Voto é estabelecer os requisitos e os princípios que nortearão o GESTOR no exercício do direito de voto, na qualidade de representante dos fundos de investimento sob sua gestão. O GESTOR DESTE FUNDO ADOTA POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS, QUE DISCIPLINA OS PRINCÍPIOS GERAIS, O PROCESSO DECISÓRIO E QUAIS SÃO AS MATÉRIAS RELEVANTES OBRIGATÓRIAS PARA O EXERCÍCIO DO DIREITO DE VOTO. TAL POLÍTICA ORIENTA AS DECISÕES DO GESTOR EM ASSEMBLEIAS DE DETENTORES DE ATIVOS QUE CONFIRAM AOS SEUS TITULARES O DIREITO DE VOTO.
15.4 Relacionar os funcionários responsáveis pela implantação, manutenção, avaliação e fiscalização da política de divulgação de informações, se for o caso.
Não possui informação apresentada.
16.Regras e prazos para chamada de capital do fundo:
Não possui informação apresentada.

Anexos
5.Riscos

Nota

1.A relação de prestadores de serviços de que trata o item 1.8 deve ser indicada quando o referido prestador de serviços representar mais de 5% das despesas do FII